agosto 19, 2010

Sol nas casas astrológicas



A casa astrológica ocupada pelo Sol no momento do nascimento indica onde temos mais necessidade de nos distinguirmos. É a área da vida onde precisamos nos separar dos comportamentos condicionados através da construção de nossa própria identidade. A expressão única do Sol dependerá dos aspectos que forma com os outros planetas, com o ascendente e com o Meio do Céu, que deve ser levado em conta quando vamos tentar entender mais sobre nossa conexão solar.

O Sol ilumina a casa que ele ocupa, dá clareza, é onde temos um conhecimento inato dos assuntos daquekla casa. Isto não significa sucesso garantido, mas significa um conhecimento a mais, uma habilidade que vem de dentro de nós para lidarmos com aqueles assuntos. A casa do Sol é uma espécie de ponto forte, pois é fonte de vitalidade sempre que conseguimos realizá-la e nosso sentido de identidade vem dela.

As descrições do posicionamento do Sol quase sempre são imperfeitas porque o Sol funciona de dentro para fora e assim depende mais do que a própria pessoa faz. O conhecimento inato dos assuntos daquela casa existe mas requer aplicação. O enfoque dado ao posicionamento do Sol é menos factual e mais voltado para o que pode significar para cada pessoa.

Sol na casa 1 ou no Ascendente


Quando o Sol está no ascendente, a pessoa sente que o ambiente da sua primeira infância apoia seus desejos e ela consegue expressar sua individualidade de maneira expontânea. Há forte impulso para ser notado, respeitado e reconhecido pelos outros, além da tendência de se colocar como líder. É essencial que se assuma a responsabilidade de revelar seu próprio caminho na vida, determinando de forma clara o que deseja obter e perseguir essa visão com persistência e determinação.

Esse posicionamento dá grande carisma, magnetiza, criando um temperamento animado e dando vitalidade física se não houver aspectos tensos. Geralmente persegue o sucesso pessoal mas o principal desafio é cruzar o abismo entre os sonhos infantis de ser especial e importante, e o nível real das verdadeiras realizações, onde se é único e importante pela contribuição criativa que se dá ao mundo.

A pessoa é sempre ela mesma, nada externo altera sua personalidade. Dificilmente alguém consegue obrigá-la a fazer o que você não quer por muito tempo. Quando se desenvolve bem as energias do Sol, ou seja do seu signo solar, tem a clara noção de que a sua vida depende mais de si mesma, de que só ela pode cuidar de si mesma, dando prioridade aos seus próprios desejos, indo atrás das suas próprias aspirações. O conhecimento inato seria da preservação da individualidade.

Sol na Casa 2


As questões materiais são predominantes e a segurança financeira é uma forma de definir a identidade e um canal para a auto-expressão. Porém, a transferência das necessidades de expressão para bens materiais nunca é plenamente satisfatória e a pessoa precisa buscar a riqueza interior, que pode ser refletida através de suas qualidades, talentos e habilidades pessoais. Será através da utilização consciente desses recursos internos que ela poderá desenvolver um senso de identidade única e atrair os recursos materiais necessários para a realização de seus talentos.

É necessário um esforço consciente para definir as verdadeiras necessidades e valores, sentir-se menos inseguro e não ficar inventariando o que tem, passando a estabelecer alvos e desejos verdadeiros a serem realizados, empregando todos os recursos, externos e internos, para atingi-los. Para isso é necessário construir uma auto-afirmação genuína, sem se desviar dos esforços de desenvolvimento pessoal, seja através do apoio nos recursos dos outros, seja utilizando a riqueza para exercer domínio sobre as pessoas e garantir a presença da platéia.

A pessoa tem clareza na questão da subsistência. Compreende a importância do que é ganhar o próprio sustento e produzir algo. Sabe que a vida não é só planejar e sonhar, mas também realizar, deixar algo de concreto. Ela centra-se nos seus valores e distingue-se através deles. São eles que filtram seu comportamento, suas escolhas, seu estilo de vida.

Sol na Casa 3

Os potenciais desse Sol são revelados através do desenvolvimento mental, intelectual e da habilidade para se comunicar. O prazer e o estímulo para ser único virá da troca de idéias, criando preciosas perspectivas pessoais. É necessário um empenho e uma responsabilidade pessoal para que o potencial de clareza e eloquência intelectuais se desenvolvam e a pessoa consiga iluminar conscientemente suas relações e comunicação pessoal.

A mente das pessoas com o Sol na casa 3 tende a manifestar uma atitude científica, voltada à exploração do mundo embora haja uma necessidade interna, nem sempre compreendida, de entender os processos de funcionamento da vida como um todo. O amadurecimento desse Sol requer abertura para a variedade de expressões individuais e o compartilhar daquilo que sente e sabe, seja através de informações, de conhecimento ou de compressões, de si e do mundo, pois isso será importante não só para a própria pessoa, que ficará mais consciente de si mesma e evitará as armadilhas da arrogância intelectual que paralisa o crescimento, como também para as outras pessoas, que aprenderão e crescerão com essa troca.

A vida para essa pessoa é troca, é se relacionar com o que está próximo, é ver o que está ao redor, conversar com quem estiver perto, saber o que está acontecendo. Ela crê que é preciso participar do mundo imediato e a sua vitalidade é ampliada por ele. O interesse pelo mundo ao redor a leva cedo na vida a desenvolver a habilidade de se comunicar, de fazer uma ponte entre ela e o mundo. A sua forma de se comunicar é peculiar e tem uma marca pessoal.

Sol na Casa 4

A procura da própria identidade passa pelas raízes, pelas heranças familiares, pelos padrões ancestrais e a vida em família. É exigido da pessoa uma iluminação consciente das raízes criativas através da investigação e integração interiores. O Sol no Fundo do Céu precisa se diferenciar e afirmar no meio dos fortes condicionamentos infantis e das poderosas tradições familiares, de modo que ela consiga criar um espaço para fincar suas próprias raízes, únicas e luminosas, de modo livre e sem culpa.

Com o Sol na Casa 4 há uma enorme necessidade de vida familiar e o desafio é criar independência para adquirir uma percepção do sentido e propósito da vida, do contrário as mudanças na composição familiar e nos relacionamentos entre os membros da família - como filhos que crescem, pais que morrem, irmãos que casam - desestruturam toda a consciência da pessoa.

Quando se consegue libertar dos primeiros condicionamentos ou se encontra um caminho que obrigue a redefinir seu senso identidade, então a pessoa passa a olhar para as suas raízes verdadeiras - fruto da existência de todos os seus ancestrais mas com características que só ele pode dar. É possível olhar para as bases da infância como o que realmente são: o berço de onde viemos com o objetivo de construirmos uma vida adulta bem sucedida e para permitir que a individualidade se desenvolva.

Quando essa consciência se forma, então pára de gastar energia seguindo o caminho socialmente aceito ou planejado pela família e vai em busca do prazer do próprio caminho. A pessoa guarda um sentimento de clã e de família e, quando gosta de alguém, aquela pessoa passa a fazer parte do seu mundo. Ela acolhe pois esse é o dom que traz em si mesma, seu interior é aconchegante, ela ilumina a vida íntima, privada, o convívio. Para essa pessoa, raízes são importantes e por isto o lugar em que se vive não é qualquer um, pois ela o torna especial.

Sol na Casa 5

É na casa 5 que o Sol encontra sua melhor expressão pois é a casa de sua regência. É na busca pelo prazer, pela criação e pelo romance que desenvolve sua identidade. A criatividade artística, sob forma intelectual, emocional ou material, são importantes para a auto-expressão e também um canal das energias do Sol. Esse posicionamento solar cria emoções ardentes, intensidade e alegria de viver.

É importante que a pessoa possa exprimir sua criatividade, pois isso é o que lhe dá uma auto imagem positiva e um papel social que realmente influenciará o mundo, através de suas ações e também do seu entusiasmo. A motivação básica faz a pessoa empreender sua aventura na busca de satisfação pessoal. Como acaba se sobressaindo por puro entusiasmo, corre o risco de criar personagens que agradam ao público e terá que enfrentar o perigo de perder sua totalidade para os seus aspectos mais aceitáveis.

Tendo a possibilidade de desenvolver a totalidade que lhe dá tanto amor à vida e carisma, pode esconder alguns aspectos da consciência traz conflitos e insatisfação, apagando o entusiasmo e afastando a platéia, obrigando a ser mais reflexivo em suas ações. Existe uma eterna criança brincalhona em quem tem o Sol na Casa 5. Essa pessoa deve aprender a ser livre e participar inteiramente da vida.

A pessoa compreende que a vida é diversão e gratificação. Ela tem o entusiasmo de uma criança dentro de si mesma, sempre em busca de um desafio, de algo para se realizar. Quer amar com entusiasmo e ser amada. Sabe que na vida é preciso deixar uma marca e ela tenta deixar a sua marca. Para ela, a vida sempre precisa ser um show e ela fará que seja.

Sol na Casa 6


A direção na vida e o senso de realização podem ser descobertos através do serviço que presta e dos cuidados com a saúde e dieta. Dedicando a essas áreas ajudará na definição de seu senso de identidade única, pois proporcionará canais para uma expressão pessoal. O desenvolvimento de rotinas e padrões de organização poderão proporcionar uma estruturação positiva e produtiva na vida.

As questões psicossomáticas serão ricas fontes de informação para o auto conhecimento, pois a vitalidade estará fortemente ligada à integração corpo-espírito e a pessoa tem que aprender, mais cedo ou mais tarde, a respeitar o seu corpo físico. O Sol na casa 6 faz com que a pessoa busque desenvolver suas habilidades e competência de modo a ocupar um lugar ativo no mercado de trabalho e assim ter um sentido de valor pessoal e de distinção, que é propriedade de todo Sol.

Porém o objetivo não é obter aplausos mas criar luz própria, a consciência de si e o resultado final será o aprendizado da arte de viver um dia após o outro, o que poderá ser feito com tanto gosto e sutileza que causará admiração. Sua grandeza está no simples, é um artista do cotidiano, da rotina, das pequenas coisas, nas quais vê graça e deixa a sua graça, seu humor, sua vitalidade. Brilha naquilo que faz e sabe que tem de se colocar inteiro nas suas tarefas, no seu trabalho, que ali tem de usar todos os seus recursos, suas habilidades, tendo a clareza de que o que faz, ficará.

Sol na Casa 7

O Sol na casa 7 irá se desenvolver através dos relacionamentos, das associações e das parcerias amorosas ou sociais. A participação em atividades conjuntas traz canais de expressão para a autodefinição de modo mais claro. O processo do Sol na casa 7 se inicia com o encontro de alguém que serve de modelo para a própria modelagem. Posteriormente a pessoa acrescenta as forças e qualidades inatas através de sua participação ativa na interação social.

Há o perigo da pessoa evitar o próprio desenvolvimento se escondendo atrás da identidade de outra pessoa, procurando alguém grande e forte que lhe diga o que deve fazer de sua vida como uma tentativa de viver o princípio solar através do outro. Mas como essa tática se mostra sempre improdutiva e decepcionante, não consegue sobreviver muito tempo e a pessoa acaba tendo que assumir as suas responsabilidades e enfrentar seus próprios desafios na construção dos relacionamentos. Assim a pessoa vai aprender a ser única com a ajuda do outro, fazendo com que todos que a ele se associem fiquem maiores e mais bonitos também.

Sua arte está nos relacionamentos e ela entende que ninguém é uma ilha, que as pessoas tem impacto umas sobre as vidas das outras. A pessoa se coloca inteira na arena dos relacionamentos e sabe a arte da diplomaciae do desvio mas também do enfrentamento. Entrando em contato com o outro, encontra várias vezes a si mesma e consegue ver o outro com maior clareza mais do ninguém.

Sol na Casa 8

Os relacionamentos que expõem paixões ocultas e esbarram em emoções primárias não resolvidas fazem parte do processo de desenvolvimento do Sol na Casa 8. A Casa 8 cria um grande interesse por tudo que está oculto ou é misterioso na vida e a vida se mostra de forma intensa. Às vezes pode temer as percepções de sentimentos que lhe transpassam, fazendo resistir a uma intimidade mais profunda com a vida e rejeitar o próprio potencial de transformação.

É necessário que se desenvolva coragem para explorar os próprios objetivos da vida, então as tensões se dissolvem através da auto-expressão consciente e os relacionamentos deixam de ser um campo de batalhas para se tornar a base para o crescimento e para o prazer, já que a necessidade de união se transforma em intensificação positiva da vida. Para que esse Sol brilhe é necessário que a pessoa crie consciência da ânsia humana de se reunir a algo maior que a si mesma através do amor por outro ser humano. Com esse objetivo, aprenderá a se expandir e transcender seus limites emocionais que criam o separatismo e isolamento que o desvitaliza.

A pessoa que tem o Sol na Casa 8 domina tudo aquilo que é profundo, busca ver sempre o que há por dentro, onde está o âmago de algo. Ela tem facilidade para descobrir coisas, pois está sempre atrás do que do que está oculto ou disfarçado. Entende a arte da intimidade, dos vínculos profundos, dos quais não tem medo. Conhece os sentimentos mais turbulentos e as perdas mas também o renascimento. Sempre se redescobre cada vez que morre e é obrigada a renascer. Muitas vezes, perde para poder ganhar.

Sol na Casa 9

Ao aumentar a compreensão e a perspectiva da vida, através de viagens, leituras ou pesquisas filosóficas, o Sol na casa 9 se vitaliza e potencializa. A jornada do Sol na casa 9 atravessa diferentes grupos, religiões, filosofias e estudos para criar uma visão pessoal da verdade que, ao ser compartilhada com os outros, criará seu senso de identidade e sua distinção como ser único.

É através da descoberta dos padrões básicos da vida que esse Sol ganhará inspiração e incorporará sua própria sabedoria. No entanto, o que aprender em seu caminho terá que criar expressão para ser compartilhado, pois também será útil para os outros e só terá significado real se puder ser passado para frente. O grande aprendizado é no sentido de conseguir trazer os grandes significados da vida para a realidade do aqui-agora, para que as descobertas feitas nos aspectos mais abstratos da vida possam orientar seus compromissos pessoais e iluminar a vida mais mundana.

A pessoa descobre que a vida é expansão e por isso, está sempre se expandindo. Compreende que a alma precisa ir longe, pois é do longínquo que volta reabastecida. Sabe que não é possível ficar apenas com experiências conhecidas, pois só se cresce ao sair da área de segurança. A vida jorra do conhecimento e é ali que esse Sol vai buscá-la, transitando com facilidade entre conceitos abstratos, princípios ou leis, entendendo que a vastidão que tudo isso tem na vida das pessoas.

Sol na casa 10 ou no Meio do Céu


Quando o Sol ocupa a casa 10 a pessoa se volta para a carreira, para as conquistas profissionais e o status social para construir sua identidade. Na casa 10 o Sol expressa seus potenciais na busca do reconhecimento de suas habilidades únicas. Existe muita pressa em ser admirado como alguém e a pessoa tem ambição de querer realizar seu propósito de vida rapidamente. Na luta para concretizar suas ambições, acaba desenvolvendo auto disciplina, perseverança e habilidade de concentrar sua vontade e energia para atingir a realização e admiração.

O ideal é tornar-se uma pessoa centrada, expressando suas forças e qualidades de modo direcionado, pois isso é que pode torná-la fonte de inspiração e de autoridade. Essa inspiração interna pode ser facilmente confundida com uma simples posição de destaque, que reluz como se fosse o resumo de um sonho, mas que é apenas ilusão, o verdadeiro “ouro de tolo". Quando esse desvio é tomado e o sentido de identidade ou de valor pessoal se prende demais a títulos ou posições sociais, a vida da pessoa se torna limitada e a desvitaliza, fazendo-a perder o sentido da vida, se essas coisas lhe são tiradas.

Em algum momento da vida, algo fará com que a pessoa perceba que seu poder vem dela mesma e não da necessidade que tem da admiração dos outros. A pessoa entende o mundo, como ele funciona, quais são suas leis, como alguém deve se comportar na esfera pública, pois sabe que dali é sempre observada. Entende intuitivamente que conquista o mundo aquele que o deseja e trabalha dia após dia para isto, mas adaptando-se as regras do mundo também. Dentro de si está claro que, não importa o que os seus antepassados, marido ou esposa fizeram, pois quem precisa fazer algo de significativo é ela mesma, pois provará e realizará algo para si mesma.

Sol na Casa 11

O Sol na Casa 11 se desenvolve na participação do grupo, na busca contínua de progresso social e cultural. A consciência se volta para a interação entre o individual e o coletivo, criando grande sensibilidade aos sofrimentos injustos de homens, animais e da natureza. Isso faz com que a criatividade ao longo do tempo acabe se vinculando à consciência pública e às soluções alternativas dos conflitos do grupo.

As amizades tem grande importância para o desenvolvimento da personalidade e os esforços para construir a própria identidade estarão vinculados às suas aspirações e metas coletivas. É importante que as pessoas com o Sol na Casa 11, façam um esforço consciente para estabelecer metas praticáveis quando se sentem inspiradas, pois será nesse esforço para a realização concreta que formarão um sentido de identidade, propósito e poder.

O mais importante ingrediente para a própria realização e a própria cura é ter uma razão para viver, criando uma função pessoal e interiormente ditada. Esse Sol se alimenta com a esperança que tem na transformação social e na capacidade que temos de viver juntos de maneira harmônica, vivendo essa transformação internamente para poder mostrar como se faz.

A pessoa sabe que uma das maiores riquezas da vida são os amigos e que nunca se sentirá sem rumo se tiver amigos. Ela sabe que o destino de uma pessoa não está desvinculado do destino de outros, pois vive os fatos e a cultura do seu tempo e com certeza participa dele. Se sintoniza tanto com o coletivo que muitas vezes personifica em sua vida o que virá ou o que é a máxima tendência hoje, pois gosta de estar um pouco no futuro e na efervescência do que está acontecendo agora.

Sol na Casa 12

Quando o Sol ocupa a casa 12 há um paradoxo, pois o Sol estabelece, esclarece e desenvolve uma identidade separada e única e a casa 12 trabalha no sentido de dissolver, desestruturar e subverter as fronteiras individuais. Há um conflito que requer da pessoa o desenvolvimento do sentido de identidade para além da conscientização normal: o ego e a vontade tem que desempenhar seu papel de servidor da alma.

Na jornada da casa 12 a pessoa tem que aprender a manejar o limite sutil entre o que é pessoal, individual e consciente, e o que é universal, coletivo e inconsciente. Isso significa ter que gastar muito tempo consigo mesma. Enquanto na casa 4 o inconsciente é revelado através da família e na casa 8 através da intimidade com o outro, duas casas em que o Sol tem que mergulhar em águas inconcientes, na casa 12 a pessoa tem que se conscientizar sozinho.

Durante o processo de formação do ego, há uma luta feroz para impedir a entrada de qualquer coisa mais vaga, irracional, mística ou transpessoal. Mas, quando chega a noite, tudo o que foi afastado da consciência invade os espaços e geralmente sob formas assustadoras. O resultado disso costuma tomar a forma de conflitos de identidade, doenças e um estranho e dolorido sentimento de ser rejeitado, o que acaba levando a pessoa ao isolamento e a voltar sua atenção ao que ocorre em seu interior.

Só quando aceita conscientemente as correntes inconscientes, buscando uma expressão criativa para essas forças, será possível a esse Sol a sua realização, que implica uma coabitação entre o pessoal e o universal e uma profunda amizade entre esse Sol e seu Deus. A pessoa se dissolve no mistério da vida, compreendendo que é parte dela, e nunca perde esta noção de parte do universo. Por isto, não separa a vida em escaninhos, pois percebe que está tudo interligado e que a frente de algo pode ser os fundos de outra coisa.

Sua compreensão tende a ser um pouco mais larga do que a de outras pessoas, porque abrange mais e não é algo que apareça na sua linguagem e sim que se reflete bastante nas suas atitudes, em coisas que acaba fazendo e muitas vezes nem sabe por quê. Muitas vezes vê o que ninguém viu e o que é claro para os outros pode não ser óbvio para si e vice-versa.

3 comentários:

  1. Tenho Sol na Casa 4 e de fato sou uma pessoa que sempre estou buscando minhas raízes e querendo saber do passado, sem falar que sou muito caseiro também, já saio de casa querendo voltar pra ela, parece que eu tenho os pés fincados aqui, hahaha.

    Parabéns pela análise do Sol nas Casas, tá tudo muito bem explicadinho :)

    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Olá Luan. Obrigado por seu comentário. Ficar em casa é bom dimais... também adoro curtir minha casa. Abração pra você.

    ResponderExcluir
  3. olá Lucia,
    Gostaria de saber de você, o que você tem a dizer de uma pessoa que possui Sol,Lua e Mercúrio em peixes na casa 10?

    ResponderExcluir

Obrigado por sua visita ao blog; desde já agradeço seus comentários. Ou mande-me um email: lu_ou_lucia@hotmail.com

Related Posts with Thumbnails

Follow by Email

Quero acompanhar este blog

Astrólogos não são adivinhos, nem videntes e nem tem poderes sobrenaturais. São simplesmente pesquisadores que traçam cenários de acontecimentos possíveis a partir da tradução do significado simbólico das configurações celestes envolvidas. As informações aqui contidas não têm caráter de aconselhamento.

Pesquisar este blog

Carregando...