fevereiro 28, 2011

Venus em aquário



De 21 dezembro 2011 a 14 janeiro 2012 Vênus estará no signo de aquário. A deusa do amor em Aquário considera, mais que tudo, que o amor significa liberdade e amizade. Sincera nos relacionamentos, acredita que quando se ama verdadeiramente deve-se saber respeitar a individualidade, não demonstrando ciúme e nem possessividade, atitudes que ela despreza profundamente.

A Vênus aquariana se atrai para amar o diferente, de outra classe social, de outra cultura, mais novo do que ela ou alguém do mesmo sexo, porque seu estimulo é para desafiar o status quo, o que já foi estabelecido pela sociedade tradicional.
Rompendo com os padrões, busca amores difíceis e pouco convencionais, conseguindo amar à distância e até mesmo sem sexo. Não é que ela não aprecie o sexo, mas procura intelectualizá-lo, racionalizá-lo ou analisá-lo demais. A vida sexual precisa do insólito, do inesperado, de inovações e não vê nenhum problema no sexo casual, sem compromisso. Se atrai pelo que é novo e para ela, novos parceiros são mais estimulantes.

Liberdade, esse é o seu segredo e aceitar as diferenças é fundamental. Como defende a individualidade, não tenta mudar
o outro e pode estabelecer amores e namoros à distância, pela internet, morando em casas separadas ou se encontrando sem prévio aviso, aleatoriamente. O amor aquariano valoriza a companhia que sintoniza com a sua independência, pois detesta pessoas carentes e dependentes, além de que não cede a chantagens emocionais. Porém não se engane, essa vênus aquariana é mais ciumenta do que se pode pensar e a liberdade que tanto deseja é mais para si do que para seu parceiro.

Não se liga facilmente aos outros pois seus modelos ideais não são fáceis de encontrar. Gosta de compartilhar momentos e objetivos, principalmente os de utilidade social. Mostra-se disposta a realizar as coisas práticas e sabe aproveitar as ocasiões e situações. Pode aparentar ser impessoal e desapegada nas questões sentimentais, mas possui uma natureza fraterna e confidente.


A Vênus aquariana se sente atraída pelos parceiros descolados, originais e descontraídos e tem seu principal
ingrediente na verdadeira amizade. Numa relação estável, o companheiro tem que ser criativo e imprevisível para mantê-la interessada, pois a rotina e situações corriqueiras não a encantam. Avessa aos arroubos das paixões, pode romper bruscamente os relacionamentos que queiram lhe tirar a sua liberdade ou de alguma forma querer controlá-la. O amor aquariano é o amor companheiro que está disposto a compartilhar ideias e respeitar o espaço alheio, porém não admite cobranças.

fevereiro 27, 2011

Lua em impedimento



Click para aumentar a imagem

Segundo as considerações de Guido Bonatti, a Lua é afetada quando ocupa determinadas posições no mapa natal e como consequência, causa impedimentos e danos nos mapas natais, nas revoluções solares, nos mapas horários, eletivos etc.

A Lua impedida geralmente traz insucessos, fracassos, doenças ou interferências que prejudicam. Geralmente deve-se considerar o estado da Lua, pois se ela estiver vazia de curso, sem formar aspecto com qualquer planeta antes de deixar o signo que ocupa, não há grandes esperanças que uma questão proposta se efetive; contudo, se ela estiver em Câncer, Touro, Sagitário ou Peixes, o receio pode ser menor, pois nestes casos não está tão impedida.

Quando a Lua está se aproximando para formar aspecto com um planeta, mostra uma condição favorável de algo que acontecerá. Se for um bom aspecto a um bom planeta, indica um bom acontecimento; em que se pode ter grandes esperanças. Se for um mal aspecto a um planeta maléfico, indica esperanças perdidas. Porém, quando a Lua está se aproximando num aspecto aplicativo a um planeta que esteja em sua queda, significa angústia, complicações e atrasos. A casa por onde está passando a Lua indica o tipo de acontecimento.

Quando a Lua está em aspecto separativo de algum planeta, se for um planeta benéfico indica que algo de bom foi realizado. Porém se está se separando de um planeta maléfico, indica algo ruim que aconteceu. A casa por onde está passando a Lua indica o tipo de acontecimento. A lua está impedida quando:


LUA COMBUSTA: A Lua está combusta quando está se aproximando para fazer conjunção ao Sol, e o impedimento se torna maior quando ela está:
  • até 12º de distância antes de encontrar formando conjunção com o Sol
  • Quando está em oposição ao Sol, sendo pior 12º antes antes da oposição exata.
  • ou quando está se separando do Sol até 5°. Depois de 5º ela está livre dos raios do Sol
LUA LENTA
  • Quando ela está lenta, porque é comparada com um planeta retrógrado.
LUA SEM LUZ
  • Quando está sem luz, ou seja, perto do fim do mês lunar.
LUA COM OS NODOS
  • A Lua está impedida quando faz contato com a Cabeça ou a Cauda do Dragão: quando está em contato com os Nódos dentro de 12°, pois é onde ela se eclipsa.
LUA NAS DESCENSÕES:
  • A Lua no signo de Escorpião e em Capricórnio, principalmente no 3° de escorpião, ou ligada a qualquer planeta nos signos de escorpião e capricórnio
  • ou quando ela está ligada ao sol em aquario, libra, escorpião e capricórnio,
  • ou quando ela está ligada a Marte em Libra, Touro, Câncer
  • ou quando está ligada a vênus em escorpião, áries ou virgem
  • ou quando está ligada a júpiter em capricórnio, virgem ou gêmeos
  • ou quando está ligada a saturno estando ele em áries, leão, cancer
  • ou quando está ligada a mercurio estando ele em peixes e sagitario.
  • Quando um planeta atinge o grau de sua maior exaltação ele ganha mais força e no grau exatamente oposto representa uma debilidade impossível de superar.
  • O sol tem maior exaltação a 19° áries e aflição a 19º libra
  • Lua tem maior exaltação a 3° touro e maior aflição a 3º escorpião
  • Júpiter tem maior exaltação a 15° cancer e maior aflição a 15º capricórnio
  • Mercurio tem maior exaltação a 15° virgem e maior aflição a 15º peixes
  • Saturno tem maior exaltação a 21° libra e maior aflição a 21º áries
  • Marte tem maior exaltação a 28° capricornio e maior aflição a 28º cancer
  • Vênus tem maior exaltação a 27° peixes e maior aflição a 27º de virgem
LUA EM GÊMEOS
  • A Lua também está em impedimento quando está em gêmeos, que é o 12° signo a partir do seu próprio domicílio.
LUA EM ASPECTO COM MARTE OU SATURNO
  • Lua fica impedida em conjunção, oposição ou quadratura saturno ou marte, sem recepção perfeita, pois havendo uma, impede apenas um pouco, mas em todos os outros lugares é um grande impedimento, tanto no dito aspecto como na conjunção física, salvo apenas onde a infortuna tenha duas das suas dignidades menores, como quando Saturno está nos 4 últimos graus de Áries ou Gêmeos, em cada um dos quais ele detém o termo e a triplicidade; ou quando Marte está nos últimos 10 graus de Peixes, onde ele tem o decanato e a triplicidade; e é assim em qualquer outro signo e lugar.
LUA SITIADA
  • A Lua se torna impedida quando está sitiada por duas infortunas, ou seja, quando está entre Saturno e Marte, que a impedem.
LUA NOS FINAIS DE SIGNOS
  • Lua no final dos signos, ou seja, nos graus anaréticos, pois são termos das infortunas, exceto os últimos 6° Leão.
LUA NAS CASAS 6, 8, 9 ou 12
  • Quando ela está nas casas 6, 8, 9 ou 12, sem recepção com o ascendente, ou ligada a qualquer planeta que esteja nessas casas; ou colocada nas casas cadentes exceto na 3ª casa, que é seu jubilo.
LUA NA VIA COMBUSTA
  • A Lua se torna impedida na via combusta entre 15° de Libra até 15° de Escorpião.
LUA VAZIA DE CURSO OU FERAL OU DESERTA
  • A Lua vazia de curso ou feral, não ligada a nenhum planeta ou quando está feral ou deserta, ou seja, onde não tem qualquer dignidade. No mapa natal ou revolução indica algo de insólito.
LUA ENCURRALADA OU TRISTE
  • Quando a Lua está em graus encurralados ou tristes, indica que depende de ajuda externa para resolver os problemas
LUA ESFUMAÇADA OU VAZIA
  • Quando a Lua está em graus esfumados ou vazios, não há compreensão e há menor juizo. Há algo que não é claro, ou existe uma condição pouco prudente.
LUA IMPERFEITA
  • A Lua nos graus aziagos ou imperfeitos, indicam uma deficiência.
LUA EM GRAU CRÍTICO
  • 0°, 13° e 26° dos signos cardeais, que são áries, câncer, libra e capricórnio que enfatizam inícios, começos, um novo empreendimento.
  • 9° e 21° dos signos fixos, que são touro, leão, escorpião, aquário que enfatizam a fixação, estabilidade
  • 4° e 17° dos signos mutáveis, que são gêmeos, virgem, sagitário, peixes e enfatizam a adaptabilidade
Os planetas a 15° nos signos fixos também têm a mesma conotação crítica, e diz-se que estão associados aos Senhores do Carma, tendo a conotação de uma semiquadratura ou sesquiquadratura:
  • 15º de Touro - análogo à semiquadratura crescente: A vida apresenta uma situação em que se tenta prosseguir, prosperar, quer mudar alguma coisa, se propõe a fazer algo; mas algo tenta impedir ou desviar do caminho pretendido.
  • 15º de Leão - análogo à sesquiquadratura crescente: A vida apresenta uma situação em que é necessário mostrar uma capacidade, um conhecimento ou uma habilidade.
  • 15º de Escorpião - análogo à sesquiquadratura minguante: A vida apresenta uma situação em que se deve aprofundar ou se transformar, para evitar uma perda.
  • 15 de Aquário - análogo à semiquadratura minguante: A vida apresenta uma situação em que é necessário ir contra uma corrente porque sabe que esta seria a melhor opção, e obriga a assumir uma posição.



fevereiro 24, 2011

Transitos e interpretação no mapa



Cada evento gera sempre um mapa astrológico que revela características e potenciais, seja de uma pessoa, de uma cidade, de um país ou de um acontecimento. Esse é o mapa natal que delinea as perspectivas para toda sua existência. No momento do nascimento, de acordo com a data, horário e local, o mapa natal registra a posição dos astros do momento, se tornando estático aquele registro. É como uma fotografia celeste daquele momento.

Cada planeta, no momento daquele registro, adquire um potencial de acordo com: o signo e a casa ocupada, a casa que ele rege, as restrições impostas por seus dispositores, suas dignidades, os aspectos que recebe de outros planetas. Após esse registro do momento, os planetas continuam sua jornada, o que chamamos de transitos. Uns são mais rápidos (os pessoais), outros são mais lentos (os transpessoais), sempre transitando pelas 12 casas e consequentemente pelos doze signos.

Para analisar os transitos dos planetas sobre um mapa natal é preciso conhecer todo o potencial de cada planeta, isto porque cada planeta carrega consigo todos os potenciais e significados que ele tem no mapa natal. Por exemplo, um Sol proveniente do signo de aquário, sendo regente a casa 4, estando subordinado a Saturno/Urano, recebendo aspectos de Plutão e ocupando a casa 10, irá atuar com seu princípio aquariano e todo o potencial que lhe é dado no mapa por aspecto, regencia, casa e subordinção, em qualquer lugar por onde ele transitar. E assim será com os demais planetas.

Quando se faz previsões com Júpiter em transito pelo signo de áries, todos os mapas sentirão a ação de Júpiter. No entanto, cada mapa sentirá a energia de Júpiter de um modo diferente, pois cada mapa astrológico tem o seu Júpiter natal com suas próprias características. Os planetas tem ciclos e, a partir da sua posição original, o planeta "caminha" pelo mapa mostrando as fases do ciclo ao formar aspectos consigo mesmo. É dessa caminhada que se origina os termos: retorno de Saturno, revolução solar, revolução lunar e outras.

Além disso, quando o planeta em transito forma aspecto com outro planeta natal, ele aplica todo o seu potencial sobre o planeta que recebe seus aspectos e também na casa por onde ele estiver passando. Por isso, é tão importante conhecer o potencial do planeta no mapa individual e o que este planeta representa em sua vida. Muitas vezes um transito não tem nenhum significado psicológico e nem representa um fato, simplesmente porque os planetas que estão em aspecto por transito não encontram ressonância no mapa natal. Os aspectos, representam pessoas, fatos, pensamentos, conceitos e preconceitos, atitudes, que nos ajudam ou nos atrapalham.

Todos estão de acordo que Júpiter se traduz em sorte, dinheiro, abundância, mas também que ele exagera e extrapola. Numa casa Júpiter pode trazer sorte,; em outras casas pode trazer azar. Em alguns signos, Júpiter exalta beneficamente as qualidades do signo, em outros signos Júpiter exalta as qualidades ruins do signo. Então jupiter passando por uma casa pode não trazer a sorte e a abundância, pois depende do particular potencial que traz consigo.

Se no mapa natal um planeta rege uma casa ruim, ele carrega esse estigma consigo e levará esse estigma para qualquer casa por onde transitar, e também aplicará esse estigma sobre qualquer planeta que ele tocar por aspecto. Por exemplo, se Júpiter for o regente da casa 12 levará os conteúdos da casa 12 por onde transitar. Da mesma forma, se ele carrega consigo um estigma favorável, ele aplicará esse estigma nas casas por onde transitar e sobre os planetas que ele aspectar.

Também tem outra consideração, uma pessoa que tenha um planeta mal posicionado numa casa, recebendo maus aspectos, em detrimento ou queda, totalmente prejudicado no mapa natal, quando esse planeta transitar ou progredir para outra casa, formando aspectos melhores, a pessoa conseguirá superar as suas deficiências de nascimento. Por exemplo, alguém tenha Saturno na casa 3, indica dificuldades para estudar, falar, ler, escrever, etc. Se Saturno estiver em touro, está à disposição de Vênus. Portanto, a posição de Vênus no mapa dirá porque Saturno está deficiente no mapa.

Se esse Vênus estiver na casa 6, talvez a pessoa seja obrigada a interromper os estudos para trabalhar, ou tenha um problema de saúde que cause as dificuldades de falar, ou tenha dificuldades para escrever devido a um problema nas mãos ou nos olhos. Se Venus estiver na casa 10, talvez interrompa os estudos devido a problemas com autoridades, mãe, imagem social, etc. O signo revelará a qualidade desses problemas ou deficiências.

No entanto, ressalta-se que quando um planeta transita ou progride dentro do mapa e faz um aspecto com um planeta que já estava ligado a ele no mapa natal, ele cumpre as suas promessas, mesmo que não seja o mesmo tipo de aspecto. Por exemplo, no mapa natal dois planetas podem estar em trígono, mas as suas promessas podem se realizar na ocasião de uma quadratura. Isso é particularmente importante quando existe aspecto entre planetas transpessoais, de Jupiter a Plutão.

Os aspectos entre planetas pessoais, sol, lua, venus, marte e mercúrio só se cumprem quando um planeta lento forma um aspecto sobre um deles. Os aspectos de planetas lentos são detonados pelo transito dos planetas pessoais e são determinantes na vida de uma pessoa, pois eles efetuam transformações, e mudanças, e agem em definitivo. Alguém que tenha Saturno quadrado Mercúrio no mapa natal, em algum momento da vida terá um problema que irá impedi-la de se locomover, de sair, de falar ou de estudar. Dependerá dos outros aspectos que Saturno ou Mercurio recebem para poder determinar se esse problema será temporário ou permanente.

As grandes mudanças na vida das pessoas são determinadas principalmente pelos planetas lentos ou pelas progressões dos planetas rápidos. Assim sendo, um planeta no mapa natal deve ser analisado considerando suas próprias qualidades, e também analisar o Almuten da casa, pois é ele que revelará se a pessoa terá sucesso ou fracasso nos assuntos da casa.

O regente de uma casa fala das necessidades que a pessoa tem, mas é o dispositor final dessa casa é que determinará se a pessoa conseguirá suprir essas necessidades. Se o regente final é um planeta benéfico, está em uma casa favorável e recebe bons aspectos, sinaliza que as condições são favoráveis. Porém, se o regente final é um planeta maléfico, em uma casa maléfica e recebe maus aspectos, indica dificuldades para suprir as necessidades ou até mesmo, a impossibilidade de conseguí-las. Os aspectos geralmente são eventos e pessoas, modos de agir, pensamentos e conceitos, que ajudam ou prejudicam a plena manifestação do planeta naquela casa.

fevereiro 22, 2011

Mercúrio no signo de peixes



De 22 de fevereiro a 9 de março 2011, Mercúrio estará passando pelo signo de Peixes. Por ser regente do signo de Virgem, Mercúrio, o planeta da razão e do raciocínio, em Peixes encontra seu exílio. Isso não significa que o pensamento se torna prejudicado, mas significa que o pensamento tende a não ser linear e se apóia muito mais na intuição. A mente se torna mais receptiva e inspirada; e os dons proféticos e artísticos se sobressaem. Por proporcionar uma alta criatividade e reger a mente subconsciente, muitos músicos, poetas e escritores de ficção terão mais facilidade para expressar o lado mais misterioso de nós mesmos.

A mente pisciana deseja manter tudo junto e não consegue ver um assunto separado do outro, ao contrário de Virgem, que é o signo oposto regido por Mercúrio. Porque Virgem analisa por partes; Peixes analisa o conjunto. Isso faz com que demore muito mais para chegar às conclusões. Sonho, fantasia, teoria, tudo é um terreno fértil para as formas imprecisas e o esforço para buscar a clareza, se apoia na imaginação, na literatura e nas artes. E nas artes, a imagens brilham com a força de um pensamento que busca sentidos finais das ações humanas.

Mercúrio
ganha cores piscianas e segue padrões considerados ilógicos. É absolutamente imaginativo e se guia por coisas que estão fora de uma realidade óbvia para todos; por isso Mercúrio em Peixes não acha nada estranho acreditar em coisas fantásticas ou mágicas. A tendência comum é de não analisar nem assimilar as coisas, mas de buscar a compreensão e a verdade da vida através do simbólico, que não é auto-evidente e precisa da vivência emocional para ganhar significado.

A maneira de contatar e trocar idéias com os outros é simpática e compreensiva, porém reservada, ajudando outras pessoas
através de conversas, no bate-papo amigável. Peixes é um signo mudo e Mercúrio em Peixes ouve muito mais do que fala, é bom ouvinte e sempre pronto a oferecer um ombro amigo. A comunicação se torna além do verbal, do gestual e dos cinco sentidos. Sente, sabe, sonha e antevê o que vai acontecer amanhã e depois. Intuição e pensamento caminham juntos quando Mercúrio está em Peixes.

A vida se torna muito mais organizada por meio das emoções, que influem no pensamento e na comunicação em geral.
As qualidades reflexivas e a curiosidade mental se voltam para dentro e aumenta a necessidade de buscar respostas para as indagações aflitivas das condições de vida: por quê? para quê? As condições intelectuais são mais confusas e quando Mercúrio se frustra, sua tendência é de se afastar da realidade concreta e construir formas para justificar seus medos. É sugestionável, influenciável, e falta-lhe a firmeza e persistência.

A comunicação em todas as suas formas se torna muito artística e poética. As propagandas se tornam elaboradas com
um apelo emocional, porém pode faltar a praticidade ou a objetividade da mensagem. Em muitos casos, Mercúrio em Peixes se determina a não dizer puramente a verdade, e pode até mentir, de forma deliberada e sorrateira. Se não tem uma resposta, inventa na hora. É a imaginação a toda prova.

Peixes, por ser o signo da generosidade, dá à Mercúrio a vontade de prover os outros em suas necessidades, e quando não tem o que os outros precisam, delinea algo irreal, apenas para que os outros não fiquem sem uma resposta e sem contribuição. E a sua criatividade se torna tão alta, que muitas vezes, diz o que os outros querem ouvir, embora não seja exatamente seu pensamento ou que não espelha a verdade.

Em Roma, quando o crescimento urbano trouxe os problemas sociais e milhares de camponeses migraram para as
cidades romanas em busca de empregos e melhores condições de vida, o imperador temendo uma revolta, criou a política do "Pão e Circo", uma forma de oferecer o alimento e diversão, de forma que a população carente se esquecesse dos problemas da vida. É a típica atitude de Mercúrio em Peixes.

Quando dizemos o que sentimos, é ótimo para os romances e pode haver declarações generosas de amor, propostas de casamento e compromisso. Mercúrio passando pelo signo de Peixes, nos torna mais inclinados a dizer o que sentimos, porém muitas vezes nos esquecemos de dizer coisas importantes ou podemos perder o foco. Nesse caso, pode resultar em mal entendidos, divagações nas discussões de negócios, além de que nos torna mais dramáticos e temperamentais. Também se estivermos chateados com alguém, estaremos mais propensos a dizer o que sentimos, verbalizando nossas mágoas.

Sob essa influência, podemos dizer uma coisa e as pessoas entenderem outra coisa. Podemos errar numa
programação, confundir horários, e por isso, devemos estar atentos aos detalhes cruciais quanto às mensagens que transmitimos, ratificar as informações, conferir programações, anotar dados e detalhes. Com Mercúrio em Peixes, as falhas de comunicação se tornam muito mais presentes. E tudo o que fazemos pode parecer para os outros um toque, uma mensagem, podendo haver até mesmo comunicações telepáticas.

É possível que as viagens sejam afetadas; as ruas e rodovias se tornam problemáticas, perde-se um vôo devido à confusão de horário e acontecem acidentes por distração. Trens podem descarilhar, pneus podem furar, pequenos detalhes podem interferir nas viagens por motivos não muito claros. A lógica pode não seguir o mesmo caminho como normalmente se faz, e assim podemos chegar notavelmente em lugares diferentes diante de uma mesma informação. Também podemos receber informações e indicações errôneas ou pouco claras.

Poderemos ver além do literal e ler nas entrelinhas, mas pode ser difícil organizar ideias e pensamentos. Isso pode
fazer com que queiramos evitar ou adiar tarefas que dependam de raciocinio, causando atrasos dificeis de recuperar. Mentalmente, podemos estar mais flexíveis e menos teimosos, porém teremos pouco controle sobre as nossas opiniões, que podem mudar ao sabor do vento do momento.

Muitos poderão se sentir mais impulsivos ou infantis, simplesmente porque os sentimentos estarão governando o julgamento. As emoções como a inveja, o ciúme e o ressentimento são possíveis, assim como uma tendência para agressão passiva. Também podemos projetar nos outros as nossas frustrações e ressentimentos, descarregando nossas mágoas sobre pessoas que nada tem a ver com os nossos problemas.

Marte em Peixes



Marte chega ao signo de peixes, de 23 de fevereiro a 1º abril 2011, marte marinho, o guerreiro em tempo de paz. Marte em Peixes não se mostra disposto à luta, ele está muito mais para adotar uma posição pacífica, disposto ao diálogo para resolver as diferenças e considera uma infinidade de outras questões antes de decidir. Isso se decidir, porque tem muita dificuldade em tomar uma posição, além da dificuldade em dizer "não".

Marte em peixes também pode agir secretamente ou na clandestinidade. As ações são mais secretas, dissimuladas e
misteriosas, e pode experimentar alternativas de ação isolada e diferente. As ações se tornam indiretas e a manifestação das discordâncias ou ressentimentos são do modo sutil. Atua nos bastidores, realizando tarefas que exigem sutileza e sensibilidade intuitiva. Age movido por sonhos e ideais, de modo suave e indireto, cultivando muito mais o mundo interior; não impõe, insinua. Está sempre Zen e o impulso oscila conforme as circunstâncias.

Muitas
vezes as ações estão direcionadas a uma causa maior e age segundo o fluxo geral. Beneficia o desenvolvimento das pesquisas, dos trabalhos em locais isolados, a descoberta de segredos e para desvendar mistérios. Aumenta a atração pelas coisas sensacionais, pelo idealismo e pelo desejo de realizar os mais profundos sonhos. Privilegia a atração pela vida noturna, os vícios e as drogas, e também pelas paixões secretas e proibidas.

Apaixonado
pelo amor, Marte em Peixes deseja um amante que satisfaça suas fantasias. No amor e no sexo é sensível a qualidade emocional e astral do encontro, e expressa sua sexualidade através de paixões românticas, muitas vezes em namoros secretos, clandestinos, difíceis e proibidos. Acentua o interesse pela espiritualidade, religiosidade, é compassivo e possui elevada capacidade para compreender os sentimentos dos outros. Consegue se colocar no lugar do outro, tem grande empatia. Porém é excessivamente impressionável e vulnerável a sentimentos psíquicos negativos.

O homem que tem Marte em Peixes é
sensível e não gosta de tomar a iniciativa nas paqueras, mas é conquistado pelos cheiros, encantos, a sensualidade da dança e das massagens. A mulher com Marte em Peixes aprecia homens sensíveis, refinados, cultos e tem muitos amigos gays. Para ambos os sexos, os momentos românticos funcionam como uma fuga da realidade e como meio de fugir dos problemas, porém tendem a idealizar o parceiro romântico.

Gostam de parceiros sensíveis, que tenham boa
percepção e sejam criativos. Se atraem por artistas, espiritualistas, pessoas tímidas, quietas, misteriosas e que não se revelem inteiramente. São conquistados pela poesia, gestos suaves e delicados, gentilezas, e ações mágicas e sutis. Paqueram por meios indiretos, esperam, são sutís, românticos, avançam de modo discreto e delicado. Não impõe o que sente e é sensível ao interesse demonstrado no relacionamento. Por gostar de ajudar os outros, pode se empenhar e dedicar-se a ajudar ao parceiro em suas dificuldades.

Quando Marte em Peixes forma aspectos desafiantes, indica negócios ilícitos ou na clandestinidade, fraudes, máfias, e
expõe a sequestros, roubos e traições. As pessoas que tem Marte, regendo o ascendente, e Marte ocupa a casa 12, são propensas às más influências, bem como aos acidentes com água, gás, petróleo e alcool, ou tendência à criminalidade. A raiva reprimida pode conduzir a tendências neuróticas e sintomas psicossomáticos, ou se colocar na posição de mártir, com dificuldade de estruturar as próprias ações, terminar o que inicia, preguiça, dispersão e falta de concentração.

Pelo ideal de Marte em Peixes em ajudar aos outros, tendem a tornar outros emocionalmente
dependentes de si ou podem se tornar dependentes dos outros. A hipersensibilidade e o excessivo sentimentalismo podem causar constantes acessos de choro, e por deixar-se dominar pela emoção, podem chorar com muita facilidade, seja pela raiva, pela alegria ou até mesmo pela dó que sente dos outros.

Profissionalmente, Marte em Peixes não se sente bem em ambientes competitivos, e prefere ceder ao oponente
e partir para algo que tenha interesse. Uma atmosfera negativa ou de muitas intrigas pode perturbá-lo, porém, muitas vezes se encontrará em situações em que lhe parece que as pessoas estão agindo nas suas costas. Sendo idealista, se inspira por causas sociais. Por gostar de prestar ajuda aos necessitados, pode realizar trabalhos em hospitais, instituições filantrópicas, gostar do trabalho à noite ou em estabelecimentos de diversão noturna.

O trabalho significa mais do que uma maneira de ganhar dinheiro; precisa de inspiração. Trabalha melhor quando se
sente inspirado e raramente é motivado por apelos ao seu sentido de dever, de responsabilidade ou de desejo de satisfação material. Sendo motivado pelos sonhos e pela imaginação, também pode trabalhar em um ambiente de criação, onde possa usar de suas habilidades com o desenho, a literatura, o cinema ou a publicidade.

Em termos globais,
as pessoas estão mais propensas a trabalharem sozinhas, a realizarem seus projetos secretamente, sentindo-se mais incompreendidas e muitas vezes poderão não entender as motivações que são importantes para os outros. Por vezes, poderá haver um grande desespero íntimo por não saber qual direção deve tomar.

fevereiro 20, 2011

Períodos setenários



O instante presente contém em si os resultados de todos os aspectos do passado e as sementes de todos os momentos futuros. O passado e o futuro são infinitos mas são influenciados pelo que ocorre agora. Embora os fatos passados não possam ser alterados, o modo como eles foram percebidos podem ser alterados. Um estado de espírito otimista mostrará um passado feliz e atrairá situações felizes para o futuro; um sentimento de raiva e vingança, atrairá lembranças de rancores e conflitos para o futuro.

O passado nos dá lições diferentes a cada instante. À medida que enfrentamos desafios inéditos enxergamos
significados novos em acontecimentos distantes no tempo. Podemos olhar para o passado e também para o futuro, pois para a alma imortal a vida é uma obra de arte e ela pode ser bem realizada desde o início até o seu final. Do nascimento à velhice, passamos por diferentes fases e cada faixa etária tem uma relação viva com todas as outras.

Aos 70 anos podemos nos reconhecer como a criança de 7 anos que fomos. Aos 18 anos podemos reconhecer o futuro
cidadão experiente de 70 anos. Seja qual for a nossa idade ela contém as heranças das idades anteriores e também as sementes que germinarão no futuro. O livre-arbítrio nos permite eliminar, pela força da compreensão, as sementes negativas herdadas do passado, enquanto podemos germinar, pelo poder da sabedoria, as sementes positivas.

Todas as nossas idades estão presentes em cada momento da nossa vida. Podemos dialogar com os nossos "eus" de cada idade, resgatar e solucionar os conflitos. A vida é um mistério fascinante: nossa existência pessoal é como uma pequena casca de noz que navega durante 80 ou 100 anos pela vida física no planeta Terra situado na periferia de uma galáxia menor. E essa galáxia navega em um mar eterno e infinito, para o qual um período de alguns bilhões de anos é pouca coisa.

Embora a vida física seja passageira, a alma imortal prossegue em busca da perfeição e quando elevamos nossa consciência compreendemos a vida de fato. A criação do mundo repete-se, em pequena escala, cada vez que uma criança é concebida. A criança traz ao mundo uma pureza que é resultado da passagem da alma pelo Devachan, o local divino, o período de descanso espiritual.

Segundo a ciência, a cada 7 anos renovam-se as células do nosso corpo. Igualmente, uma vida humana se divide em
períodos setenários. As diferentes fases da vida têm suas próprias lições e embora a vida de cada um seja um processo único, há algumas tendências gerais, válidas para todos, que facilitam a nossa compreensão da vida como uma obra de arte.
  • Nos primeiros 7 anos, aprendemos a lidar com o mundo físico, vamos para a escola, aprendemos a ler e escrever. Até os 7 anos, nossa alma imortal se consolida como ponte e como síntese entre as circunstâncias físicas e emocionais do nascimento e as potencialidades anteriores. A casca psicológica do eu, feita de hábitos e tendências, começa a se consolidar mas ainda permanece aberta a muitas influências. Daí a necessidade de proteção, de estabilidade e de estímulos positivos que despertem a nossa autoconfiança e a percepção do nosso próprio potencial interno para o bem. Nesta etapa também é muito frequente que tenhamos percepções fundamentais sobre a meta da nossa vida. Então surge a primeira versão do propósito de vida. O escritor Érico Veríssimo confessou, na idade madura, que o rumo da sua vida foi determinado por decisões internas tomadas quando tinha 4 ou 5 anos de idade. Em qualquer etapa da vida, é sempre recomendável verificar se somos leais ao propósito glorioso para nossa existência.
  • Entre os 7 a 14 anos cresce a nossa identificação com o mundo externo e somos envolvidos por uma malha fina de exigências sociais. O período culmina com a entrada na adolescência e o começo de uma grande transição física e emocional em direção à vida adulta. A alma imortal está muito mais preocupada em navegar em um mar agitado de pressões, deveres e emoções. Ainda é necessário que tenhamos estabilidade emocional e estímulos positivos.
  • Entre os 14 e os 21 anos alcançamos a maioridade. Ocorrem agora as primeiras paixões, o primeiro emprego ou o primeiro desemprego e, muitas vezes, o casamento e filhos. Também há almas que embarcam em sonhos mais amplos e aventuras impessoais como um ideal revolucionário, a decisão de viajar pelo mundo, uma busca mística ou a atividade literária. É nessa etapa que fazemos revoluções pessoais e nos projetamos para o futuro. É claro que nem sempre há uma grande dose de acerto em tais tentativas, mas havendo boa intenção os equívocos não serão graves. Mais tarde virá a sabedoria da experiência.
  • Entre 21 e 28 anos de idade surge um poderoso impulso profissional e, conforme a alma e as circunstâncias, aos 28 anos somos plenamente adultos. Já nos estabelecemos e contraimos compromissos que podem durar pelo resto da vida.
  • Dos 28 aos 35 anos surge a fase madura da vida. Astrologicamente, um evento decisivo ocorre entre 28 e 30 anos. Saturno, depois de completar sua volta pelo nosso mapa astrológico, retorna à mesma posição manifestando o fanoso retorno de Saturno. Mestre do tempo, do carma, dos limites e das estruturas, Saturno em sua lenta passagem pelas casas do nosso mapa astrológico define os grandes temas das diversas fases da nossa existência. O primeiro retorno de Saturno, provoca uma avaliação geral das ações feitas até o momento e, muitas vezes, há mudanças radicais na vida. É como se a pessoa encontrasse seu rumo e seu destino. O que houver de falso ou ilusório é destruído porque Saturno exige situações bem definidas. Talvez não faltem obstáculos e crises, mas surgem possibilidades ilimitadas e se abre a fase das grandes realizações.
  • Dos 35 aos 42, percebemos os limites do nosso corpo e sentimos os primeiros efeitos do envelhecimento físico. Podemos ainda ter muitos anos de vida ativa, mas para isso teremos de manter hábitos pessoais que fortaleçam a nossa saúde. A chamada “crise dos 40 anos ou crise da meia idade” força-nos a colocar a sabedoria acima da força. Nos identificamos com mais clareza e já sabemos o que podemos e o que não podemos realizar. Reduzimos as nossas ambições externas, aprendemos a ser seletivos e aproveitamos melhor as oportunidades. Estamos mais realistas e com maior capacidade de concentração. O êxito, profissional e social se amplia. Para muitos, se aprofunda o despertar espiritual abrindo caminho para a plenitude e a libertação interior.
  • Dos 42 aos 49 anos se completa a transição para a meia-idade. Acentua a necessidade de usarmos os nossos talentos para compensar a perda da vitalidade física. As emoções estavelmente negativas, que nunca foram recomendáveis, agora já não são mais toleradas porque passam a ter efeitos diretos sobre a saúde. Há um sentido maior de urgência no viver. Ainda temos saúde, ainda podemos recomeçar a vida, mas não há mais tempo a perder. O final dessa fase traz uma grande tranquilidade para algumas pessoas quando percebem que já cumpriram certos deveres básicos na vida. Essa percepção afasta o medo e dá tranquilidade para viver o futuro. Em muitos casos os filhos já foram criados e a situação econômica está consolidada, a alma se volta para aproveitar melhor a vida. Amamos mais profundamente, damos menos atenção a formalidades e vamos direto ao que interessa. Pela posição de Saturno em trânsito, dos 47 aos 54 anos, podemos ter um período de novo ânimo e grande poder de iniciativa e realização quase como uma segunda adolescência. Os temas da juventude que ainda não foram bem resolvidos podem ser retomados com um esforço profundo de compensação.
  • Entre 49 e 56 anos de idade a alma já tem uma grande quantidade de experiência de vida e ainda está no auge da capacidade de trabalho. Embora o corpo físico continue envelhecendo e requeira mais cuidados, a capacidade de trabalho intelectual se amplia mais do que nas faixas etárias anteriores. Ao mesmo tempo, a cada dia se torna mais importante cortar formas de desperdício da energia vital e adequar a alimentação e outros hábitos pessoais para não desgastar a saúde. É quando queremos ler, escutar música, meditar, refletir sobre a vida e participar de trabalhos voluntários que são atividades positivas que beneficiam nossa vida. A volta à simplicidade preparará uma velhice feliz, fator importante para que a vida dos anos da velhice podem ser mais dourados que os da juventude. Poucos gostariam de voltar à sua fase de 30 ou 40 anos atrás, porque descobrem que a sabedoria e a experiência adquiridas são bens preciosos.
  • Entre 56 e 63 anos ingressamos na idade madura. Os efeitos do 2º retorno de Saturno que acontece dos 57 a 60 anos, trazem novas possibilidades de grandes transformações. Surge uma reavaliação severa dos rumos da vida podendo haver tempestades e mudanças estruturais. Se não houver necessidade de grandes mudanças no rumo da vida, a renovação será interior e a alma avançará produtivamente para a longa reta final que levara à culminação da existência física. É nessa fase que abraçamos uma meta de vida e preservamos a capacidade de aprender com cada fato novo. Agimos com moderação e buscamos sabedoria aproveitando cada momento e retirando o que seja útil e bom. Caminhamos e meditamos no que é eterno, infinito, queremos tranquilidade. Já não queremos nos envolver em situações complicadas e desarmamos qualquer conflito e rancores nas relações pessoais e profissionais. E mesmo realizando atividades produtivas, já não nos desgastamos e mantemos nosso humor leve, apreciamos as belezas e sorrimos para a vida. É um dos períodos mais importantes de nossa vida e que ganha uma importância decisiva. Nos conscientizamos de que o nosso corpo se torna velho e frágil, mas mantemos nossa sabedoria interior e juventude de espírito. Porém há um desafio, quanto mais idade temos mais difícil é fazer mudanças, por isso devemos nos educar ainda quando somos jovens para aprendermos a ser maleáveis e criar hábitos que propiciem uma existência fisicamente longa e espiritualmente correta.
  • Os períodos setenários de 63 até 70 anos e ainda 77, 84, 91, 98 e 105 anos de idade já não são épocas propícias para inovações desnecessárias. No entanto, a atividade profissional e intelectual vivida com serenidade é perfeitamente possível. Viver intensamente o presente é fundamental, evitando dar importância desnecessária aos conflitos. A vida deve ser dedicada à paz interior e aos estados contemplativos. Os assuntos humanos de curto prazo precisam ser tratados com moderação, reconhecendo-se que são coisas de importância passageira. A prioridade é a ampliação dos horizontes e a compreensão das verdades eternas. Já podemos admirar os resultados da nossa vida, mas ainda é possível ampliar o trabalho realizado, aumentando nossa capacidade de amar e de fazer o bem.
À medida que passa o tempo, estamos cada vez mais livres e podemos viver cada dia com intensidade. Assim avançamos harmoniosamente, talvez indo até além dos 100 anos de idade. E quando largarmos definitivamente o nosso velho corpo, iremos para o longo e glorioso período de descanso que a filosofia esotérica chama de Devachan. E ali teremos uma existência abençoada até que o ciclo do renascimento comece outra vez.

Consciente da natureza cíclica da vida universal, Benjamin Franklin, o bem-humorado pensador e líder político norte-americano, escreveu ainda jovem o seguinte epitáfio para si mesmo: “O corpo de Benjamin Franklin, impressor - como a capa de um velho livro, com seu conteúdo gasto e já sem títulos dourados - aqui jaz na condição de alimento para os vermes. Mas o trabalho não estará perdido, pois, segundo ele acreditava, reaparecerá mais uma vez, em uma nova e elegante edição, revista e corrigida pelo autor.”

A vida é infinita e só as formas são passageiras. Temos todos os elementos para construir com eficácia a grande obra de arte que é nossa existência atual. A concepção realista de uma existência humana como um conjunto perfeito do início ao final é algo que nos permite atuar com sabedoria nas diferentes situações. Deste modo fica mais fácil transformar cada dia da vida em uma pequena mas valiosa obra de arte.

Não há conhecimento mais importante do que a ciência de viver. Quando conhecemos e compreendemos uma lei
essencial: na natureza nada se perde, nada se cria, tudo se transforma, tudo se recicla, sabemos que haverá um recomeço. A cada plantio, uma colheita. E a colheita ocorrerá segundo a Lei do Equilíbrio e da Justiça. O universo é simétrico: cada noite tem uma única função, que é preparar o amanhecer...

fevereiro 16, 2011

A Lua na agricultura e pesca em Fevereiro 2011


Os agricultores adaptam seu calendário de cultivo e poda às fases da Lua, baseando-se no aproveitamento correto da luminosidade da Lua que embora menos intensa que a do Sol, penetra mais fundo no solo e pode acelerar o processo de germinação das sementes. Não se deve mexer na terra em dias de eclipse, tanto lunar como solar.

As culturas ágrícolas são também influenciadas pela atração que a Lua exerce sobre os líquidos, pois as plantas são compostas de grande porcentagem de água, e também influencia nas variações das marés.

A Lua passa por cada signo aproximadamente a cada 2 ou 3 dias. Encontrar o dia mais propício para cada tipo de atividade, observando as fases da Lua e a passagem dela pelos signos do zodíaco, é garantir uma boa floração e colheita.

LUA MINGUANTE - 01/02/2011

Na lua minguante favorece arrancar ervas daninhas, pois elas diminuem muito. É propício fazer composto orgânico, principalmente quando a lua minguante estiver em escorpião. Só é propicia para preparar e solo e arar quando a Lua estiver minguante em áries, gêmeos e Leão, o que não acontece nesse mês.
  • 01/02/11 21h22 Lua minguante em Aquário
  • 02/02/11 00h00 Lua minguante em Aquário
Em aquário é boa época apenas para plantar pinheiros e colheita acima da terra. Quando se deseja começar uma coisa que deve durar muito tempo, ela deve ser feita quando a Lua estiver num signo fixo como Aquário. É favorável também destruir plantas nocivas e boa para podas.

LUA NOVA
- 03/02/2011

Na primeira semana da lua nova, favorece plantar repolho, aipo, espinafre e alface,
plantio de tubérculos, como a batata e a cenoura. Convém plantar nos dias que vão desde as 24 horas depois da Lua nova até o dia da Lua cheia, aquilo que dá fruto acima da terra. A madeira cortada depois da Lua nova, não seca tão rapidamente, mas é mais durável e presta-se para trabalhos de carpinteiro e marceneiro. Pessoas fracas e doentes sentem a influência da Lua: insônia, cansaço, dores, erupções, inchações são mais fortes e mais extensos depois da Lua nova. Poda da grama, da lua nova e durante lua crescente, para crescer mais. Querendo que qualquer ação ou negócio fique em segredo, deve-se fazê-lo 8 horas antes ou 8 horas depois da Lua nova.
  • 03/02/11 02h31 Lua nova em aquário
  • 04/02/11 08h25 Lua nova em Peixes
  • 05/02/11 00h00 Lua nova em Peixes
Em peixes propicia plantar quase tudo, exceto batatas porque não prosperam. Favorece fertilizar e irrigar, e com a lua em peixes favorece o plantio de folhas e legumes que contém muita água, como chuchu, pepino e tomate.
  • 06/02/11 20h47 Lua nova em Áries
  • 07/02/11 00h00 Lua nova em Áries
  • 08/02/11 00h00 Lua nova em Áries
Em áries as sementes germinam rápido, produz uma colheita precoce mas logo morrem. Favorece o plantio de frutas, grãos e sementes, como também destruir plantas nocivas. Querendo acabar logo uma tarefa ou começar uma viagem importante, deve-se aproveitar a Lua num signo cardinal como Áries.
  • 09/02/11 09h24 Lua nova em Touro
  • 10/02/11 00h00 Lua nova vem Touro
Em touro, a lua propicia o transplante e crescimento rápido das raizes. Quando a lua transita por signos do elemento terra, principalmente em touro, favorece o plantio de raízes e semeadura. Quando se deseja começar uma coisa que deve durar muito tempo, ela deve ser feita quando a Lua estiver num signo fixo como Touro.

LUA CRESCENTE
Na lua crescente é favorável plantar grãos, pimenta, tomate, melão e alho. Quando quiser colher sementes, elas devem ser plantadas entre a Lua Crescente e a Lua cheia, mas somente quando a Lua estiver no signo de Libra. É bom para a poda da grama, da lua nova e durante lua crescente, para crescer mais. A Lua crescente propicia o plantio de mudas, que darão flores belas e viçosas. Também é ideal para cortar a madeira destinada a construção. Os enxertos devem ser feitos na lua crescente em Capricórnio, Câncer ou escorpião.
  • 11/02/11 07h17 Lua Crescente em Touro
  • 11/02/11 20h22 Lua Crescente em Gêmeos
  • 12/02/11 00h00 Lua Crescente em Gêmeos
  • 13/02/11 00h00 Lua Crescente em Gêmeos
Em gêmeos, a lua somente serve para plantio de arbustos que crescem em ambientes úmidos. Também para destruir plantas nocivas e para podas.
  • 14/02/11 03h50 Lua Crescente em Câncer
  • 15/02/11 00h00 Lua Crescente em Câncer
Com a Lua crescente em câncer é boa época para plantar, promove o crescimento dos galhos e talos; e também fertilização, irrigação e enxertos. As plantações de frutas e outros alimentos podem ser feitas quando a Lua estiver em Câncer no 2º ou 3º antes da Lua cheia. A Lua transitando em câncer, favorece o plantio de folhas e legumes que contém muita água, como chuchu, pepino e tomate. Querendo acabar logo uma tarefa ou começar uma viagem importante, deve-se aproveitar quando a Lua estiver num signo cardinal, como Câncer.
  • 16/02/11 07h15 Lua Crescente em Leão
  • 17/02/11 00h00 Lua Crescente em Leão
Em leão não propicia plantar nem transplantar, mas favorece destruir plantas nocivas. Favorece ainda o plantio de frutas, grãos e sementes. Quando se deseja começar uma coisa que deve durar muito tempo, ela deve ser feita quando a Lua estiver num signo fixo como Leão.
  • 18/02/11 07h40 Lua Crescente em Virgem
Em Virgem, resulta em plantas lenhosas e duras, e para destruir plantas nocivas.

LUA CHEIA

Na lua cheia é favorável plantar árvores, arbustos e plantas perenes, colheita de cogumelos e poda da grama da lua cheia até lua nova, para crescer menos. Convém plantar nos dias que vão desde as 24 horas depois da Lua cheia até o dia da Lua nova, plantar aquilo que dá fruto debaixo da terra, como também cortar árvores. Na Lua cheia pode-se semear árvores frutíferas. A madeira, cortada depois da Lua cheia, seca depressa e dá boa lenha. Pessoas doentes sentem melhor disposição, e as dores e inchaços são menos fortes e menos extensos depois da Lua Cheia até a minguante. As plantas curativas devem ser colhidas quando as hastes estão cheias de seiva, perto da Lua cheia, e de preferência pela madrugada. Querendo que o trabalho ou ato seja divulgado, conhecido, comentado e muito falado, deve-se empreendê-lo 8 horas antes ou 8 horas depois da Lua cheia.
  • 18/02/11 08h35 Lua Cheia em Virgem
  • 19/02/11 00h00 Lua Cheia em Virgem
  • 20/02/11 06h02 Lua Cheia em Libra
  • 21/02/11 00h00 Lua Cheia em Libra
Para obter flores belas e viçosas, as sementes ou as mudas devem ser plantadas quando a Lua estiver no signo de Libra quando a Lua estiver entre a Nova e Crescente, e para colheita de raizes para produzir brotos e para podas. Querendo acabar logo uma tarefa ou começar uma viagem importante, deve-se aproveitar a Lua num signo cardinal como Libra.
  • 22/02/11 06h30 Lua Cheia em Escorpião
  • 23/02/11 00h00 Lua Cheia em Escorpião
Em escorpião, a lua sugere boa época para transplantar, podar e para plantio daquelas plantas que precisam sobreviver no inverno. Favorece a fertilização e irrigação. A Lua transitando por signos de água, como escorpião, favorece o plantio de folhas e legumes que contém muita água, como chuchu, pepino e tomate. Também é favorável para o plantio de condimentos. Não convém comprar ou mandar fazer roupas nem escolher, comprar ou vestir roupas novas quando a Lua estiver em Escorpião, porque estão sujeitas a rasgar-se e apodrecer rapidamente. Quando se deseja começar uma coisa que deve durar muito tempo, ela deve ser feita quando a Lua estiver num signo fixo como Escorpião.
  • 24/02/11 09h47 Lua Cheia em Sagitário
Em sagitário, a lua sugere plantar árvores frutíferas, colheita acima da terra e colheita de raizes para produzir brotos, e para destruir plantas nocivas.

LUA MINGUANTE

A lua minguante favorece arrancar ervas daninhas e para fazer composto orgânico, principalmente com a minguante em escorpião. Só é favorável preparar o solo e arar quando a Lua estiver minguante nos signos de áries, gêmeos e Leão. Na Lua minguante é favorável a colheita de cereais como a ervilha, o feijão, poda de árvores e arbustos, pois a seiva existente na planta é menor.
  • 24/02/11 23h27 Lua Minguante em Sagitário
  • 25/02/11 00h00 Lua Minguante em Sagitário
Com a lua em sagitário, favorece o plantio de frutas, grãos e sementes e a colheita acima da terra.
  • 26/02/11 16h33 Lua Minguante em Capricórnio
  • 27/02/11 00h00 Lua Minguante em Capricórnio
  • 28/02/11 00h00 Lua Minguante em Capricórnio
Em capricórnio é bom para enxertar, podar e plantar árvores e arbustos ornamentais. Querendo acabar logo uma tarefa ou começar uma viagem importante, deve-se aproveitar a lua passando num signo cardinal como Capricórnio.

Influência da Lua na pesca e no mar

Os movimentos dos líquidos na Terra sofrem influência direta do Sol e da Lua. Conforme a posição destes astros, observam-se variações de áreas nos níveis das águas, dos mares e dos rios, provocados pela atração gravitacional que Sol e Lua exercem sobre nosso planeta. Devido a sua maior proximidade da Terra, a Lua provoca maior atração gravitacional, enquanto o Sol reforça ou diminui esta atração lunar. Existem outros fatores que modificam as marés, a topografia do fundo dos mares e as condições meteorológicas.
  • Quando a Lua é Nova ou Cheia há um alinhamento com o Sol, o que acentua a atração gravitacional sobre a Terra, ocorrendo as marés altas, que são conhecidas por marés de água viva.
  • Quando a Lua é Crescente ou Minguante os astros formam ângulos retos, de maneira que as forças gravitacionais quase se anulam. Nestas fases ocorrem as chamadas marés baixas ou de água morta.

A influência da Lua no mar é visível através das marés e se torna importante para a pesca nos rios, lagos e no mar.

  • Na Lua Nova, a falta de luminosidade lunar faz com que os peixes fiquem no fundo das águas, sendo um período neutro para a pesca.
  • Na Lua Crescente a luminosidade ainda é pequena e poucos peixes sobem à superfície, sendo um período regular.
  • Na Lua Cheia a luminosidade é intensa, fazendo com que os peixes sejam atraídos para a superfície, provocando aumento de seu metabolismo e portanto de seu apetite, sendo um período ótimo para a pesca.
  • Na Lua Minguante, os peixes ainda estão na parte mais rasa das águas aproveitando o que resta da luz, sendo ainda um período bom para a pesca.

fevereiro 14, 2011

Casas astrológicas vazias



Uma grande curiosidade que persiste e as pessoas querem saber: o que acontece quando uma casa astrológica não tem nenhum planeta. Partindo do princípio de que cada casa astrológica está associada a um campo de experiência que adquire as características do signo que governa a casa, mesmo estando vazia, ou seja, não sendo ocupada por nenhum planeta, indica que esse campo de experiência do mapa, apesar de oferecer experiências, não desperta atenção da pessoa, podendo ficar em segundo plano, ou seja, não é uma prioridade para a pessoa.

Os planetas representam planos emocionais e quando não ocupam uma casa, há pouca emoção quanto às experiências daquela casa astrológica; as emoções são mais direcionadas às casas com planetas. Muitas vezes a pessoa vive os planos emocionais apenas dentro de poucas casas astrológicas e não direciona para outras áreas. Assim quando a pessoa tem um problema na casa 7 com planetas, as dificuldades podem ocorrer devido a uma deficiência da casa 1 sem planetas.

O planeta regente desta casa vazia, aquele que rege o signo que está na cúspide da casa, levará as experiências regidas por ele à
casa que ele ocupa no mapa. Por exemplo, o regente da casa 7 na casa 10 direciona associações, casamento, parcerias, disputas e rivalidades com pessoas da mesma profissão ou da mesma posição social, ou com pessoas de um mesmo espaço profissional. O signo que esse regente ocupa indica o modo de atuação; os aspectos recebidos de outros planetas, indicam as influências que recebe de outras áreas.
  • Quando não há planetas em casas Angulares, a pessoa tem dificuldade em dar início nas coisas e torna-se mais difícil vivenciar o presente, o aqui e agora.
  • Quando não há planetas em casas Sucedentes, a pessoa tem pouca ou nenhuma capacidade de focar o resultado final ou em resultados de longo alcance.
  • Quando as casas Cadentes estão vazias, a pessoa não traz aprendizado e nem resultados anteriores consigo. Ela está sempre começando do zero. Tende a deixar que as consequências do passado pesem sobre outros, enquanto simplesmente resolve começar outra coisa.
CASA 1
A casa 1 simboliza o corpo e a personalidade e, se estiver vazia, a casa ocupada pelo regente da casa 1 indica onde a pessoa tende a chamar atenção para obter reconhecimento. No entanto, se a pessoa tem dificuldade de se colocar como o centro das atenções e considera mais importantes outros fatos e pessoas, e até mesmo cede as atenções em favor dos outros, isto gera obstáculos para defender seus interesses ou ideias, como também para realizar os assuntos da casa ocupada pelo regente da casa 1. Quando aprende a dar atenção a si mesma, às suas vontades e interesses, ela consegue realizar em plenitude os assuntos da casa ocupada pelo regente da casa 1.

CASA 2
A casa 2 simboliza os nossos valores, tanto morais quanto materiais, nossos ganhos, bens móveis como carro e jóias, e auto estima, entre outros. A casa ocupada pelo regente da casa 2 indica onde a pessoa pode gerar ganhos e riqueza. No entanto, se a pessoa valoriza outras coisas mais do que a riqueza, e até mesmo cede seus bens para outros, não cobra por seus serviços prestados, não valoriza a si mesma, isso gera obstáculos para gerar a riqueza almejada, como também se constitui um problema para realizar os assuntos da casa 2 na casa ocupada pelo regente.

CASA 3
A casa 3 simboliza o aprendizado, a comunicação, o relacionamento com o ambiente próximo, tal como a comunidade em que vive, os irmãos, vizinhos; os modos de locomoção diária e pequenas viagens e outros tantos significados. A casa ocupada pelo regente da casa 3 indica onde e como a pessoa desenvolverá esses assuntos. No entanto, se a pessoa não tem interesse nesses assuntos, não desenvolve meios e modos de comunicação, não busca aprender, não tem bom relacionamento com o seu ambiente próximo e não se movimenta, isso gera obstáculos para realizar os assuntos da casa 3 na casa ocupada pelo regente.

CASA 4
A casa 4 simboliza o ambiente familiar e privado, a família, os antepassados e o passado, os bens patrimoniais e a velhice.
A casa ocupada pelo regente da casa 4 indica como e onde ela poderá criar uma família, ou ter uma residência, bens patrimoniais ou passar a sua velhice. No entanto, se a pessoa considera outros fatos e pessoas mais importantes do que a família, isto gera problemas para criar raizes em algum lugar ou formar uma família, e pode inviabilizar a realização dos assuntos da casa 4 na casa ocupada pelo regente.

CASA 5

A casa 5 simboliza os filhos, as criações, a identidade, a fertilidade, os investimentos de risco, o lazer e divertimentos, os
romances, prazeres e afeto dado aos outros. A casa ocupada pelo regente da casa 5 indica onde e como poderá desenvolver esses assuntos. No entanto, se a pessoa não tem interesse em criar algo; não dá atenção aos romances, lazer e divertimentos, ela terá problemas para desenvolver esses assuntos na casa ocupada pelo regente da casa 5.

CASA 6

A casa 6 se relaciona ao trabalho, a rotina do-a-dia, o cotidiano, onde se esforça e também quanto à saude. Ela ainda
simboliza os nossos empregados, aqueles que nos prestam serviços, os nossos serviços diários, os pequenos animais etc. Muitas vezes trabalhamos demais ou as más condições de trabalho afetam a saúde. Para que tenhamos saúde, é preciso que todos os nossos mecanismos, mentais e físicos, estejam em boas condições. O regente da casa 6 mostra os modos de alimentação, dieta, cuidados com a saúde e como presta serviços. Quando a casa 6 está vazia, indica dificuldades nos assuntos da casa 6.

A falta de atenção à saúde, aos empregados e subordinados, ou ao esforço no trabalho pode se constituir um problema
para desenvolver esses assuntos na casa ocupada pelo regente da casa 6. Se o regente estiver no signo de Câncer, mostra problemas de saúde em família, neuroses, aparelho digestivo ou hereditariedade. Se o regente estiver em Peixes mostra problemas de saúde mal diagnosticado ou de difícil diagnóstico, contaminações e viroses etc.

Se o regente estiver no meio de um stellium, onde Marte também participa, indica que a pessoa está sujeita a uma cirurgia. Também quando Marte ocupa a casa 6 pode indicar uma cirurgia, principalmente se o dispositor de Marte estiver em um dos signos regidos por Marte. Porém nenhuma casa por si só pode indicar fatos absolutos e determinantes no mapa. O conjunto das regências é que sintetizam as probabilidades.

CASA 7

A casa 7 está ligada à nossa busca de complementação, aos relacionamentos com os outros em geral através de parcerias, sociedades, casamento, etc. Também mostra o que projetamos nas outras pessoas, pois é através dos relacionamentos que vivemos profundas experiências de autoconhecimento. A posição do regente da Casa 7 mostra onde buscamos esses relacionamentos e o signo mostra as qualidades. Porém se a pessoa coloca mais emoção em outras áreas, isso se torna um obstáculo para se relacionar com os outros, formar parcerias ou casamento.

CASA 8
A casa 8 está relacionada aos assuntos de morte, herança, sexo, ocultismo, magia, destruição ou abandono de algo para
o renascimento, angústia mental, compartilhamento de valores ou do que temos em excesso, regeneração, créditos e valores que nos são concedidos e empréstimos. Estando vazia, a casa ocupada pelo regente da casa 8 indica onde acontecerão as experiências da casa 8. Porém se não damos atenção aos assuntos da casa 8, pode se tornar um obstáculo para conseguir o que o regente promete em outra casa.

CASA 9

A casa 9 está relacionada ao estudo superior, à especialização, às crenças, filosofias, leis, ideias, ensino do que sabe,
viagens e contatos com o exterior etc. Estando vazia, a casa ocupada pelo regente da casa 9 indica onde estaremos tendo as experiências da casa 9. Porém se não damos atenção aos assuntos da casa 9, pode se tornar um obstáculo para conseguir o que pretendemos em relação aos assuntos da casa 9 na casa ocupada pelo seu regente.

CASA 10

A casa 10 está relacionada à profissão, à carreira, ao status e vida social etc. Estando vazia, a casa ocupada pelo regente
indica onde estaremos tendo as experiências da casa 10. Porém se damos mais atenção aos assuntos da casa 10, e nos focamos apenas na casa onde está o regente, isso se torna um obstáculo para conseguir o que pretendemos em relação aos assuntos da casa 10.

CASA 11
A casa 11 se relaciona aos projetos futuros, às esperanças, aos grupos de amigos, associações, sindicatos, clubes sociais e principalmente se relaciona às pessoas que nos amam e ao bem da comunidade. Estando vazia, a casa ocupada pelo regente da casa 11 indicará onde encontrará a pessoa que te ama de verdade, grupos de amigos, realizações em grupos, onde poderá desenvolver seus projetos de vida ou projetos comunitários etc. Porém se der mais atenção à casa ocupada pelo regente da casa 11 pode ter dificuldades para formar e trabalhar em grupos etc.

CASA
12
A casa 12 está relacionada ao sacrifício, inimigos e situações ocultas, as frustrações, limitações, o inconsciente, os amores ocultos, os segredos, o lado oculto e nebuloso de nós mesmos, auto-anulação, tristezas, impedimentos à satisfação sexual. A casa 12 representa as experiências em lugares onde não vamos por vontade própria, mas somos levados por força dos acontecimentos, como hospitais, asilos, prisões, sanatórios e outros. Quando a casa 12 está vazia, a casa ocupada pelo regente da casa 12 mostra onde teremos as experiências prometidas pela casa 12. Forte é quem reconhece sua fragilidade e a usa como escudo.

fevereiro 11, 2011

Revolução planetária



A Revolução planetária ocorre quando um planeta retorna à mesma posição em que se encontrava no céu no momento do nascimento, completando um ciclo. Todos planetas tem seus ciclos e a duração da revolução planetária é determinada pelo tempo que o planeta leva até retornar à sua posição original no mapa natal. Deve ser calculado um mapa da revolução que dará as indicações para o período.
  • Revolução Lunar: Ocorre quando a Lua retorna a cada mês à mesma posição do mapa natal, dando origem à revolução lunar, que tem validade apenas por aproximadamente um mês, governando os assuntos familiares e emocionais no período aproximado de 30 dias.
  • Revolução Solar: Ocorre quando o Sol retorna a cada ano à mesma posição natal, dando origem à revolução solar, que tem validade por um ano, governando a vida em geral, os desejos, a saúde etc. O cálculo do mapa é feito levando em conta a data e horário do nascimento, porém observando o local onde a pessoa se encontra na data atual.
  • Revolução de Mercúrio: Ocorre quando Mercúrio retorna à mesma posição natal aproximadamente em um ano. A revolução de Mercúrio governa a expressão e comunicação, documentos, intercâmbios, negócios, viagens, e tem duração de aproximadamente um ano.
  • Revolução de Vênus: Ocorre quando Vênus retorna à mesma posição natal aproximadamente em um ano, e dá a tônica do amor e dos relacionamentos, o dinheiro, a riqueza, valores e tem duração de aproximadamente um ano.
  • Revolução de Marte: Ocorre quando Marte retorna à mesma posição natal em um prazo aproximado de dois anos. A revolução de Marte governa a iniciativa, energia pessoal, decisões e sexualidade. Tem duração de mais ou menos dois anos.
  • Revolução de Júpiter: Ocorre quando Júpiter retorna à sua posição natal em um prazo de 12 anos, e a revolução de Júpiter, também considerada como retorno de Júpiter, tem validade pelo mesmo período de 12 anos, e dará a tônica para os assuntos relacionados às leis e Justiça, viagens longas, saúde, casamento, alto astral e facilidades, protetores etc.
  • Revolução de Saturno: Ocorre quando Saturno retorna à mesma posição natal em um prazo de aproximadamente 29 anos, também conhecido como retorno de Saturno, e tem validade pelo mesmo período, ou seja 29 anos. A revolução de Saturno governa a maturidade, os aprendizados, a purificação, a reestruturação etc. A cada 7 anos, aproximadamente, Saturno forma algum tipo de aspecto com sua posição original e indicam acontecimentos de amadurecimento.
  • Revolução de Urano: Ocorre quando Urano retorna à sua posição natal em um prazo de aproximadamente 84 anos, e sua revolução tem validade pelo mesmo período. A revolução de Urano governa as mudanças, as transformações, os novos rumos de vida.
  • Revolução de Netuno e Plutão: Por terem um período demasiado longo, acima de 165 anos, não são consideradas as revoluções deles por enquanto, já que a média de anos de vida do ser humano não alcança esse período. Porém pode ser calculada para paises e eventos históricos.
Alguns astrólogos aconselham seus clientes a passarem o aniversário, ou seja, o retorno dos planetas, deslocando-se para outra cidade, quando encontram aspectos desafiantes no mapa da revolução. Entretanto mesmo que a pessoa possa se deslocar muitos graus, em latitude ou longitude, os aspectos desafiantes sempre continuam os mesmos. A única coisa que pode mudar é a divisão das casas e a posição dos planetas nas casas, ou seja, apenas se consegue evitar um problema em um determinado assunto, mas com certeza enfrentará o aspecto planetário em outros assuntos.

O mapa da revolução planetária pode ser interpretado em si mesmo, mas a sua relação com o mapa natal é que confirmará sua viabilidade, complementada pelos trânsitos planetários, progressões e direções. O regente do ascendente da Revolução, considerado pelo signo e casa que ocupa, indica a área que estará sendo ativada naquele período. Assim, pode indicar desafios quando o regente do ascendente estiver:
  • ocupando no mapa da revolução uma das casas: 6, 7, 8 ou 12
  • recair sobre a casa 7 natal
  • está em um signo onde tenha exílio ou queda
  • formar aspecto desafiador com marte ou saturno
  • estiver em conjunção partil com o Sol ou Nodo Sul
  • além de outros fatores que sobrepujam essas tendências.
Os planetas da Revolução também indicam um período importante quando estão próximos a um dos ângulos: ascendente, descendente, meio-do-céu ou Fundo-do-céu até 3 graus; e também quando os nodos da lua (nodo norte ou nodo sul) estão próximos aos ângulos ou conjunto a algum planeta.

Os planetas mais poderosos em qualquer revolução são sempre o regente da Revolução e o regente do mapa radical, principalmente quando ocupam a casa 1 ou 10; ou recaiam sobre os lugares do sol, da lua e da parte da fortuna. O lugar do Sol recebe especial atenção nas revolução solares; o lugar da lua, nas revolução lunares e assim é com todos os planetas em suas respectivas revoluções.
Existem fatores que são importantes de serem considerados.
  • Um planeta em domicilio tem mais força que outro em exaltação ou trigonocracia.
  • Um planeta na casa 1 é mais poderoso do que o regente da casa 1, a não ser regente da casa 1 estiver domiciliado, pois mais vale a presença sem regência, do que regência sem presença.
  • Um planeta presente na casa 1 formando aspecto com o regente da casa 1, estará sendo influenciado em sua manifestação segundo a casa e signo que ocupa.
  • Um planeta que faz aspectos ao lugar ele que rege tem mais força, seja com a cúspide da casa ou com planetas que estejam nos signos regidos por ele.
  • São mais ativos os planetas que se encontram acima do horizonte do que aqueles que estão abaixo do horizonte.
No entanto, nada de importante se pode dizer das Revoluções que não se encontre enunciado no mapa natal e nas direções na época da Revolução; e nada se pode deduzir das direções se não for confirmado pela revolução do ano. Fatos realmente importantes sempre são confirmados através do mapa radical, das direções e da revolução solar por aspectos similares.

O estudo da revolução planetária permite prever acontecimentos que possam estar determinados no mapa natal sendo que, tanto quanto forem semelhantes os aspectos, maiores são as chances de se realizar.

Quando se diz aspectos similares, entenda-se que não depende do tipo de aspecto ser igual; basta os planetas estarem ligados por qualquer tipo de aspecto, que evidencia um acontecimento relacionado aos planetas. A época do evento é determinada pela revolução lunar quando apresentar aspectos similares a todos os outros, mapa natal, direção e revolução.

Tudo o que realiza uma revolução está pré-significado no mapa radical e um evento anunciado pela revolução pode não ser realizado por falta de semelhança no mapa natal. O mapa natal é o roteiro de vida; a revolução dos planetas apenas anunciam a época de acontecimento deste roteiro, durante o período de sua validade. Podemos dizer que os planetas realizam o que prometem, mas algumas vezes, um planeta na revolução não tem nenhuma missão especial a realizar naquele ano. Ele está no mapa da revolução, mas tem uma função vazia.
Related Posts with Thumbnails

Follow by Email

Quero acompanhar este blog

Pesquisar este blog