outubro 10, 2010

Blue Moon - Lua Azul






Lua Azul ou Blue Moon: A Lua Cheia sempre nos convida para manifestarmos ou realizarmos o que desejamos, porém quando ocorrem 2 Luas Cheias dentro de um mesmo mês temos uma ocasião especial para sermos ouvidos pelas energias do Universo. Chamada popularmente de Lua Azul ou Blue Moon, existem algumas considerações interessantes a respeito.
 
Toda Lua Cheia tem seus poderes mágicos, porém a Lua Azul costuma ser honrada em rituais especiais já que traz consigo uma forte energia para mudanças profundas. Por esta razão as meditações feitas nessa época são consideradas cerimônias divinas que tem como objetivo melhor absorver, canalizar e distribuir as energias celestes, enviando-as simultaneamente para o planeta e toda a humanidade.
 
Uma das principais especialidades da Lua Azul é elevar-nos acima do mundo denso. Ao nos aproximar mais do mundo sutil, tornamo-nos mais sensíveis e abertos para as energias de cura provenientes das terapias feitas com o uso dos cinco elementos, dos seres angelicais e mestres ascencionados que são regidos pela Lua Azul.

Por possuir qualidades curativas, a Lua Cheia potencializa os efeitos de qualquer medicação fitoterápica. Esotericamente os portais do centro da terra se abrem, assim como os portais de nossos corpos físicos, etéricos e mentais. As pessoas de boa vontade são convocadas a se reunir para mobilizar e ampliar essa energia de cura, transformando todas as dores da Terra em amor, prosperidade, paz e alegria.
 
 
 
 
Rituais da Lua Azul: Segundo alguns pesquisadores, desde a antiguidade a Lua Azul é considerada especial. Em muitos lugares inúmeras pessoas honram a Lua Azul durante sete dias, realizando rituais especiais e usando roupas leves e azuis. Nesses dias elas enfeitam todos os ambientes com flores, acendem velas e se alimentam somente de frutas.
 
No início do cristianismo o culto à Lua Azul era reprimido por ser considerado uma exacerbação da simbologia lunar, do poder feminino e do culto às deusas, assuntos que eram perseguidos e proibidos.  Sendo associada à abundância e à realização dos mais difíceis desejos, devido à duplicidade de sua força magnética e poder espiritual ela pode proporcionar purificações e alterações no emocional das pessoas, podendo também provocar desatinos e alucinações.
 
Na Mitologia Celta a Lua Azul permite o contato com o reino encantado dos seres da natureza, quando são invocadas as rainhas das fadas que levam seus adoradores a viagens reais e imaginárias às terras dos pequenos povos. Para agradar as fadas, os Celtas cultivavam perto de suas casas suas plantas preferidas: violetas, calêndulas, prímulas e verbenas, deixando no jardim oferendas de maçã, pão e mel, além de cristais nas clareiras onde os círculos de cogumelos denotavam sua presença.
 
 
video
 

Noite de Blue Moon:  Na literatura o dramaturgo inglês William Shakespeare foi o primeiro a usar a expressão Blue Moon em seus poemas. Começar uma história dizendo que tudo aconteceu numa noite de Blue Moon pode significar uma lenda fantasiosa ou algo extremamente difícil de acontecer ou de ser realizado.

Isso se faz presente na música "Blue Moon", que exprime melancolia e solidão para os que anseiam por um amor. Dizem os esotéricos que não existe melhor noite para iniciar um romance do que a noite iluminada pela Blue Moon, pois ela nos dá a força para vencer todas as dificuldades de um amor impossível. Aliás existem relatos de fatos extraordinários que aconteceram numa noite de Blue Moon.

Blue Moon no período dos anos de 1900 a 2100 / Horário de Brasília
 
Lunações: Geralmente existem 12 lunações durante o ano, que ocorrem a cada mês. No entanto, cada calendário solar contém cerca de 11 dias a mais do que o ano lunar de 12 lunações. Esses dias extras vão se acumulando, de modo que a cada período aproximado de 2 anos e 8 meses ou 7 vezes nos 19 anos do ciclo Metônico.
 
Outra versão está no Maine Almanac Agricultores que listou as datas da Lua azul para os agricultores. Esta corresponderia à 3ª lua cheia dentro de um trimestre, quando houvesse 4 luas cheias, já que normalmente num trimestre do ano tem três luas cheias. Antes dessa, a última Blue Moon ocorreu em 31 de agosto de 2012 e a próxima só ocorrerá em 31 de janeiro 2018.
 
 
 
 
Ilha de Krakatoa/Luar Azul: Embora seja chamada de Lua Azul, a Lua Cheia não muda de cor. Um luar realmente azul é algo muito raro, que só acontece quando ocorre algum fenômeno atmosférico e é visto somente na região onde acontece o fenômeno. 
 
Segundo especialistas, a Lua só se torna azulada quando existem no ar partículas em suspensão maiores que o comprimento de onda da luz vermelha (menos de um milésimo de milímetro). Só assim essa cor é completamente absorvida deixando passar o azul.
 
Geralmente isso acontece após erupções vulcânicas e incêndios florestais, fato que aconteceu na Indonésia durante a erupção do vulcão Krakatoa em 1883, quando as partículas em suspensão propiciaram uma lua colorida de azul durante 2 anos.
 
Localizada entre as ilhas de Sumatra e Java na Indonésia, da ilha de Krakatoa restou apenas 1/3 de seu tamanho original quando o vulcão supostamente extinto no Monte Perbuatan entrou em erupção no dia 27 de agosto de 1883.
 
Considerada a maior erupção vulcânica da história moderna, na atmosfera foram despejados particulas equivalentes a uma explosão de 100 milhões de toneladas de dinamite. Todas as formas de vida da ilha foram destruídas e, provavelmente, foi o tsunami mais destrutivo da já registrado na história.  
 
 

2 comentários:

  1. Querida Lucia, muito obrigada pela visita e pelo comentário gentil.
    Adorei conhecer o seu blogue, tem muita informação interessante. Já estou lá no seu painel de seguidores.

    Beijos mágicos!

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Obrigado por sua visita ao blog; desde já agradeço seus comentários. Ou mande-me um email: lu_ou_lucia@hotmail.com

Related Posts with Thumbnails

Follow by Email

Quero acompanhar este blog

Pesquisar este blog