janeiro 12, 2012

Duads, o caminho do autoconhecimento



Os duads resultam de uma sub-divisão de cada signo em 12 partes, equivalendo a 02º30' cada duad que detalha o temperamento e comportamento de um planeta em um signo, podendo revelar motivações pessoais e talentos. Duad deriva da palavra sânscrita Dwadasamas que se traduz por duodecimal, ou seja, dividido em 12 partes. O primeiro Duad corresponde ao próprio signo e seu regente; os demais seguem a ordem dos signos com seus respectivos regentes.








Os hindus foram os primeiros a dividir cada signo em 12 partes iguais perfazendo assim 144 duads no zodíaco. No sistema hindu o interesse principal era distinguir os planetas mal colocados nos duads que eram vistos como sub-influências negativas. Os antigos astrólogos gregos conheciam e utilizavam muito os duads que auxiliavam inclusive nos diagnósticos de doenças.

No mapa natal, nos trânsitos e progressões, um planeta ocupando simultaneamente o decanato e o duad regido por ele
torna-se mais poderoso e tem um forte efeito tanto nas significações positivas quanto negativas do signo. Dessa forma, um planeta em um signo pode mostrar potenciais diferentes dependendo do decanato e do duad ocupado por ele. O Duad afeta e modifica consideravelmente o signo e o decanato segundo suas energias.

Os duads são importantes para todos os posicionamentos planetários e ângulos, mas particularmente para a posição do
Sol, Lua, Nodos, Ascendente-descendente, MC-IC, Vértex-antiVértex, planetas angulares e seus regentes. A progressão dos planetas através dos duads mostram os interesses que dominam determinadas épocas de nossa vida fazendo-se notar especialmente através do Sol, Lua, Ascendente, Meio do Céu e seus regentes.

CRIATIVIDADE E TALENTOS

Algumas pessoas reconhecem seus duads ainda na infância e desenvolvem seus talentos. No entanto, os Duads se tornam mais evidentes na personalidade à medida que adquirimos maturidade, porque nos tornamos mais conscientes deles. Isso explica porque algumas pessoas abandonam uma carreira, mesmo que tenha sucesso, para se dedicar a um novo estudo ou a uma nova carreira, ou passam a se dedicar a outras atividades simultaneamente, porque elas descobrem sua verdadeira vocação ou um talento que tenha permanecido adormecido.

O signo do duad nos diz o que queremos e o que iremos desenvolver à medida que crescemos e envelhecemos, cumprindo
assim o nosso processo evolutivo, nosso Dharma, que se manifesta através do planeta que ocupa o duad. Embora os duads sejam uma influência subjacente que enfatizam as configurações do mapa natal, eles também adicionam uma série de novos conteúdos para as interpretações astrológicas. Descrevendo profundas características interiores, as pessoas podem desenvolvê-las e expressá-las através do signo solar.

Toda pessoa traz dentro de si um talento com capacidade de realizar um potencial e são os Duads que poderão ajudar-nos a descobrir os nossos talentos e potenciais mostrando as nossas energias criativas. E quanto mais conhecemos os nossos potenciais criativos, melhor poderemos utilizá-los. Mesmo que não reconheçamos o nosso potencial, ele permanece adormecido até que despontará ao ser ativado por um trânsito forte ou uma progressão.

Um potencial criativo pode ser usado na arte e também na vida prática. Por exemplo, com Mercúrio em um Duad da Lua
ou de Vênus, uma pessoa pode criar uma obra literária, ou ser uma pessoa muito agradável para se comunicar e expressar porque ela tem inspiração na colocação das palavras. Fazendo uso desse potencial, essa pessoa pode também compor uma música, realizar uma palestra de sucesso ou usar suas habilidades de comunicação para conquistar outras pessoas. Se for um político, tem potencial para fazer um bom discurso.

COMO INTERPRETAR OS DUADS


A interpretação depende do decanato, do duad e da díade ocupado pelo planeta. Por exemplo, uma pessoa nascida sob
o signo de Touro sobretudo deseja segurança. Se o Sol ou ascendente estiver a 18º de touro, estará no decanato de Virgem/Mercúrio, no duad de Sagitário/Júpiter na 8ª díade. Essa pessoa poderá obter segurança aprendendo, adquirindo habilidades ou desenvolvendo um talento (Virgem/Mercúrio), podendo se tornar jornalista internacional investigativo, tradutor de uma lingua estrangeira ou antiga, decifrando símbolos, trabalhando numa empresa estrangeira ou com pessoas estrangeiras, fazer negócios internacionais, se tornar um escritor desenvolvendo temas filosóficos, religiosos, astrológicos, ocultismo etc. (Sagitário/Júpiter - 8ª díade)

SINASTRIA


Os duads também são muito importantes na interpretação da Sinastria porque mostram o tipo de pessoa que nos atrai ou aquelas pessoas com as quais temos muitas afinidades, sejam de nossa família, amigos e colegas de trabalho. Há uma forte afinidade entre pessoas que tenham o Sol no mesmo duad, ainda que o Sol das duas pessoas ocupem signos diferentes. Exemplificando, se uma pessoa tem o Sol em aquário (duad gêmeos na 5ª díade), ela terá mais afinidade com pessoas que tenham o Sol em Gêmeos, Sol na 5ª casa ou Sol em Leão, porque os duads mostram uma atração instintiva.

Para a mulher, os duads do seu Sol, Lua, Marte, Ascendente e Nodos indicam o tipo de homem pelo qual se sentirá
atraída ou pessoas com os quais terá muita afinidade. Por exemplo, se ela tem Sol a 8º de Câncer (duad Libra na 5a. díade), instintivamente se sentirá atraída por pessoas que tenham o Sol em Libra, Sol em Leão ou Sol na 5ª casa e em menor grau por quem tenha Lua, Marte, ângulos ou Nodo Norte em Libra ou Leão ou na 5ª casa. Se ela tiver Marte a 11º de Áries (duad Gêmeos na 3ª díade) se sentirá atraída sexualmente por pessoas que tenham Marte em Gêmeos ou na 3ª casa.

Para um homem, os duads do seu Sol, Lua, Vênus, Ascendente e Nodos indicam o tipo de mulher que se sentirá atraído ou pessoas com as quais terá mais afinidade. Por exemplo, um homem que tem a Lua a 9º de Virgem (duad sagitário na 4ª díade) se sentirá atraído instintivamente por mulheres que tenham Lua ou Vênus em Sagitário ou Câncer ou na 4ª casa e em menor grau por quem tenha Sol, ângulos ou Nodo Norte em Sagitário ou Câncer ou na 4ª casa. Se ele tiver Vênus a 15º de Touro (duad escorpião na 7ª díade), achará muito sexy as mulheres que tenham Vênus ou Lua em Escorpião ou em Libra ou na 7ª casa.

Uma mãe que tem o Sol em Câncer terá muita afinidade com seu filho que tem o Sol no duad de Câncer ou Sol na Casa 4.
Se um pai tem Sol em Gêmeos, seu filho pode ter o Sol em um duad de gêmeos ou Sol na casa 3. Sol, Lua, ângulos e Nodos podem ser intercambiáveis, principalmente o Ascendente, Lua, Sol e MC. Uma criança pode ter a Lua no duad do Sol do pai ou o Ascendente no duad da Lua da mãe. Nos mapas de pai e filho, um pode ter o Sol no mesmo signo do Meio do Céu do outro ou no mesmo signo do duad, o que se constitui num laço muito forte entre eles.

CONEXÕES ESPIRITUAIS

Os Nodos também mostram importantes conexões emocionais ou espirituais entre as pessoas. Essas conexões podem
estar muito presentes entre cônjuges ou entre membros da mesma família e indicam conexões de almas. Essas pessoas estão juntas para desenvolverem um crescimento espiritual entre elas. Por exemplo, uma pessoa com o Nodo Norte a 19º de Peixes (Duad Libra - 8ª díade) tem forte conexão emocional ou espiritual com aqueles que tenham Sol, Lua, Ascendente, MC ou Vertex em Peixes ou em Libra ou na 8ª casa.

Na família, quando alguém não tem um planeta ou duads no signo que a sua padronização genética exige, há menos probabilidade de haver uma conexão com a família, podendo ocorrer abandono do lar, da família ou dos filhos. A pessoa pode sentir que não pertence àquela família e buscará outras conexões espirituais. Mas é exatamente aí que está a conexão com aquela família e isso será mostrado pela oposição ou quadratura de planetas, principalmente envolvendo Saturno.

Por exemplo, uma pessoa que tenha Saturno a 29º de aquário (duad de capricórnio/12ª díade regida por peixes) pode
se sentir desconectada da família quando muitos de seus parentes, tais como como avós, pai, mãe, irmãos, filhos e netos têm planetas, ângulos e pontos importantes nos signos ou duads de Escorpião ou Leão que são signos em quadratura ou oposição ao seu signo de Saturno ou em Virgem.

Isso ensejará um distanciamento ou falta de conexão
resultando em desafios de convivência que terão de ser vencidos porque resultam das próprias dificuldades de conviver com a sua família devido a um vício que o torna um pária da família, ou devido à sua extrema irresponsabilidade ou ainda alguém que vive de fantasias. Isso porque não são os outros que nos rejeitam, somos nós mesmos que criamos dificuldades para sermos aceitos.

Um ambiente familiar em boas condições pode livrar uma pessoa de muitos tropeços, porém, mesmo que o ambiente seja hostil ou não haja apoio, uma pessoa pode suplantar os entraves de seu mapa não importando suas carências ou dificuldades. Ela pode vencer pela coragem, amadurecimento e inteligência. Quanto mais temos flexibilidade para lidar com a rigidez dos outros, mais fácil se torna para enfrentar obstáculos. Quanto mais nos abrimos para ouvir e perceber os outros, mais poderemos adquirir autoconhecimento e sabedoria para viver.

VERTEX


Também é notável quando acontecem encontros ou situações marcantes em determinadas épocas de nossa vida que estão relacionados ao duad do nosso Sol, Lua, ascendente, MC, Vértex ou quando estamos passando por um trânsito importante sobre o Sol, Lua, ascendente, MC, Vértex e ângulos de nosso mapa. O planeta transitante, com seus significados, indica as características das pessoas ou situações que chegam em nossa vida.

O eixo Vértex / anti-vértex tem forte determinação para associações destinadas a cumprir um propósito, seja familiar,
social ou comercial. Por exemplo, um pai ou mãe tem Vertex a 0º virgem (duad de Virgem - 1ª díade regida por Áries), seu filho terá Vértex ou anti-vértex em Virgem ou em Áries ou em um duad regido por Virgem ou Áries ou na 1ª casa. Seu neto poderá ter o Sol em Virgem ou em Áries ou no duad de Virgem ou Áries de qualquer signo ou na 1ª casa. Ou seja, haverá um padrão de conexão entre pai ou mãe, filho e neto.

PROJEÇÕES DOS DUADS

Ao observarmos os Duads do nosso mapa natal podemos realizar uma profunda viagem interior e encontrar muitas
respostas para muitas indagações, pois os duads nos mostram as nossas reais e verdadeiras motivações. Quando não conseguimos expressar os nossos recursos internos, podemos projetá-los em outras pessoas e vivermos os nossos Duads através dos outros. Da mesma forma, outras pessoas podem projetar e viver seus Duads através de nós.

Quando nos sentimos incapazes de desenvolver o nosso potencial criativo, é muito comum atrairmos pessoas ou
parceiros que venham a realizá-lo ou que sirvam de inspiração na sua realização, por exemplo, uma musa. Se deixamos de usar o nosso potencial criativo, poderemos nos ver rodeados de pessoas criativas dispostas a materializar o nosso talento e elas agem como um "ladrão de energias", ou seja, elas começam a criar coisas que nós queríamos ter criado.

Pode ocorrer de outras pessoas verem o funcionamento dos nossos duads melhor do que nós mesmos. Isso acontece
quando alguém reconhece em nós um potencial ou uma capacidade de desenvolvê-lo, nos indicando para assumir determinada tarefa ou posição de destaque, ainda que possamos duvidar de nós mesmos. Se nos colocamos dispostos a enfrentar o desafio, logo descobrimos que realmente temos um talento ou habilidades para aquele cargo ou tarefa.

Como os duads mostram o que acontece em nosso interior, muitas vezes de modo inconsciente, os nossos desejos, problemas e complexos tendem a aparecer à nossa frente através dos outros nos oferecendo uma oportunidade de autoconhecimento. Dessa forma, vamos obtendo uma nova perspectiva a respeito de nós mesmos quando observamos o que acontece em nossa vida e através de nossos relacionamentos.

ALMAS GÊMEAS


O que chamamos de Almas Gêmeas na verdade é uma harmonia psíquica que se forma entre duas pessoas. Quando olhamos os nossos
duads vemos que eles refletem exatamente os nossos relacionamentos, como se selecionássemos as pessoas para nos relacionarmos que estejam de acordo com o que temos de mais profundo em nós mesmos. Assim, através dos nossos relacionamentos, das pessoas que inconscientemente selecionamos, podemos aprender muito a respeito de nós mesmos. Ou seja, sintonizamos com aqueles que se harmonizam com o nosso interior psíquico nas mais amplas esferas.

Somos nós que criamos os nossos relacionamentos e podemos criar tanto a nossa Verdadeira Alma Gêmea como
também a Falsa Alma Gêmea. Quando projetamos inconscientemente nosso duads sobre os outros, pode surgir uma compulsiva atração por outra pessoa, um fascínio irresistível, mesmo que a outra pessoa não tenha feito nada para nos atrair ou não tenha qualquer interesse em se relacionar conosco. A outra pessoa pode dominar os nossos pensamentos sem nenhuma intenção. Essas são as Falsas Almas Gêmeas, porque nos contatos verdadeiros não há essa compulsão, há apenas harmonia e afinidade espontãnea que nos coloca em comunhão com o outro.

Verdadeiros amigos que tem ressonância com os nossos duads expressam algo dentro de nós, eles nos
atraem pela identificação mútua. A simpatia entre planetas é o que determina porque sentimos simpatia por umas pessoas e antipatia por outras. Por exemplo, se temos uma conjunção de Sol/Vênus em nosso mapa, é natural que tenhamos simpatia por taurinos ou librianos; se temos uma conjunção Sol/Plutão, sentiremos simpatia por pessoas que tenham o signo de escorpião proeminente em seus mapas.

A combinação do Sol e Lua de duas pessoas se torna mais
forte se os luminares estiverem no mesmo duad. Quando duas pessoas com o Sol no mesmo duad se encontram, há uma profunda conexão de almas e o entendimento mútuo é imediato. Elas se harmonizam psiquicamente, são Almas Gêmeas, por isso elas tem uma forma semelhante de expressar sua criatividade e se reconhecem uma na outra através do que criam. Assim, uma pode criar algo exatamente como a outra gostaria de ter criado.

A conjunção do Sol de duas pessoas no mesmo duad tende a criar laços profundos e, mesmo que não se conheçam, há
uma conexão tão instantãnea que ambas tem vontade de se aproximarem. A inconsciência desse aspecto também pode criar verdadeiras obssessões que uma não consegue permanecer longe da outra pessoa. Nesse aspecto há uma conotação de Vértex, de atração mútua.

Muitas vezes encontramos pessoas que nos conectam espiritualmente e, mesmo que esse encontro seja de pouca
duração, nunca conseguiremos esquecê-las. São pessoas que nos marcam tão profundamente, que sempre estarão em nossa lembrança como também estaremos marcados na memória delas para sempre. E, se temos oportunidade de conhecer e conviver mais com essas pessoas, o nosso mundo interior se transforma porque elas compartilham de nossos anseios mais profundos, elas nos fazem encontrar sentido no que fazemos, nos fazem sentir mais vivos do que nunca, sentimos que estamos mais vivos quando estamos com elas.

Uma Alma Gêmea é alguém que se encaixa em nós e nos sentimos seguros para sermos honestos e verdadeiros com ela. Sabemos que seremos amados por quem somos e não pelo que fingimos ser. E cada um revela a melhor parte do outro. Isso se torna mais real quando há conjunção do Sol e Lua no mesmo duad. E se, ao mesmo tempo, houver uma conjunção de Netuno no mesmo duad, cria-se um contato interior tão profundo que ambas sentem-se felizes mesmo quando estão juntas em total silêncio.

Esses são encontros muito edificantes porque um é capaz de elevar o outro espiritualmente, além de que desperta a
capacidade criativa ou há apoio para que floresça suas melhores qualidades. Logicamente nada é perfeito e é claro que também pode aflorar e ativar todos os impulsos mais ocultos e as piores qualidades entre ambas. E se essas duas pessoas não estiverem conscientes do que ocorre entre elas podem vivenciar experiências traumáticas. Por isso, ao conhecermos os duads dos nossos planetas e dos principais pontos do nosso mapa, podemos interferir para encontrar e reconhecer as raras pessoas que realmente poderão ser os nossos companheiros de alma.

RIVALIDADES

Os duads também mostram as rivalidades, inimizades, inimigos e lutas de poder que são ativados por pressões inconscientes levando-nos a agir de maneira irracional. É muito comum surgir antipatia gratuita por aqueles que expressam uma mesma configuração desafiante de nosso mapa da qual não estamos conscientes, ou seja, odiamos nos outros aquilo que odiamos inconscientemente em nós mesmos. Mas devíamos ser gratos a todas as pessoas que nos provocam antipatia, pois através delas podemos aprender muito a nosso próprio respeito.

Por exemplo, uma pessoa que tem em seu mapa natal Sol/Plutão em conjunção em Peixes e não está consciente de como
essa configuração atua sobre ela, encontrará todas as características em outra pessoa que também tenha Sol/Plutão em conjunção em Peixes ou na duad de Peixes ou na 12a. díade, porque ela se reconhece na outra pessoa. Ou seja, ao julgarmos outra pessoa estamos de fato julgando a nós mesmos. Vemos nos outros as nossas próprias características, os duads são a nossa personalidade secundária.

Quando somos atraídos por pessoas que manifestam em sua personalidade algumas características de nós mesmos que
não somos capazes de expressar, essas pessoas, por sua mera presença, podem ativar os nossos potenciais internos. E por estranho que possa parecer, elas agem e se comportam exatamente de acordo com o que se passa em nosso interior. Isso se torna mais verdadeiro quando refletimos na teoria de que, os semelhantes se atraem.

Mas as projeções podem se tornar benignas e são muito comuns em parcerias criativas. Você pode ter uma ideia criativa
devido ao seu duad mas quem realizará essa ideia será outra pessoa, como por exemplo, numa relação patrão-empregado. É o caso daquele empregado que se torna o braço direito do patrão.

Por exemplo, um patrão com Saturno/Netuno em oposição no signo de Virgem - duad de Peixes e um empregado que
tem Saturno/Netuno em oposição em Peixes - duad Virgem ou na 6a. díade. Mesmo diante de pouca ou nenhuma informação, o empregado consegue realizar exatamente o que o patrão idealiza, conseguindo colocar em prática todas as ideias do patrão. O patrão reconhece que encontrou exatamente o empregado que precisava e o empregado reconhece que encontrou o patrão que aprecia suas habilidades.

VIVENDO "AQUI E AGORA"


Existem pessoas que chegam em nossa vida e reacedem o nosso espírito porque elas nos mostram algo que acontece conosco de forma inconsciente. Nenhuma técnica astrológica atinge uma profundidade semelhante quanto os duads para nos mostrar os nossos desejos interiores, bem como problemas, complexos e o que nos motiva interiormente. Na maioria das vezes isso está muito oculto dentro do mapa, mas podemos descobrir através dos duads.

De forma muito
clara os duads mostram o que pode nos motivar a viver em plenitude. Os duads podem nos mostrar um novo mundo porque permite nos revelar a nós mesmos. Certamente nem todas as pessoas irão se identificar imediatamente com seu duad, porém aos poucos é possível ver que muitas coisas que desejamos interiormente estão determinadas pelo duad. Isso explica porque uma pessoa pode estudar e desenvolver uma carreira e de repente ela descobre que não é o que ela sempre quis. É quando médicos se tornam pintores, advogados se tornam artistas ou artistas se tornam advogados.

Viver a espiritualidade é entender o que acontece conosco na realidade, do aqui e agora. Quando entendemos o que
acontece em nosso mundo interior, nos recessos mais profundos de nossa mente, conseguimos entender o que se passa no nosso exterior. Quando ouvimos o que nos diz nosso coração, vamos encontrar a ressonância no exterior. Já dizia Santo Agostinho: " Não procures no exterior a explicação de todas as coisas. Volta para si mesmo, pois em seu interior habita a verdade"...


Texto baseado no livro: Decanates and Duads
Frances Sakoian/American Federation of Astrologers

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua visita ao blog; desde já agradeço seus comentários. Ou mande-me um email: lu_ou_lucia@hotmail.com

Related Posts with Thumbnails

Follow by Email

Quero acompanhar este blog

Pesquisar este blog