julho 18, 2010

Aspectos planetários: Yod




O Yod é formado quando um planeta recebe dois quincúncios de dois planetas diferentes que estão em sextil, criando um triângulo. É denominado, muitas vezes, como o “Dedo do Destino” ou “Mão de Deus”. A energia harmônica dos dois planetas que estão formando o sextil entre si passam através dos dois quincuncios e assim, pode-se perceber que as dificuldades relativas aos quincuncios são auxiliadas pela harmonia do sextil. Porém depende dos dispositores dos planetas envolvidos no Yod.

O quincúncio é normalmente interpretado como um aspecto difícil, contudo poderemos constatar que um Yod é a "Mão de Deus" que intervém, entrando na vida, elevando-a acima das dificuldades e colocando-a no rumo certo. Assim ocorre uma intervenção divina por meio do Yod, na medida em que se aprende a submeter o ego e os desejos. Como resultante do acúmulo de tensão revelada pelos quincunces, o Yod é frequentemente associado à problemas de saúde. Esses problemas aparecerem mais ligados a área sexual e atua exigindo uma postura mais seletiva dos hábitos praticados através da sexualidade.

Os signos inconjuntos são descritos como aqueles que não têm nenhuma afinidade, sejam por elemento, ritmo ou polaridade, ou seja, são estranhos um ao outro o que causa um choque energético que causa desarmonia e inquietude. Assim, o quincúncio tem o significado de uma dificuldade de reconhecimento entre os planetas envolvidos. Para compreender o Yod temos de perceber como desenvolver a harmonia entre as energias dos planetas envolvidos.

O quincúncio crescente pode ser considerado de natureza corretiva, associado ao signo de Virgem. Nessa forma crescente o aspecto estará impulsionando a pessoa a empenhar-se para atingir uma saúde perfeita com praticidade. O quincúncio minguante, de natureza regenerativa associado ao signo de Escorpião, sente mais necessidade em administrar melhor o empenho e buscar a regeneração dos danos. Assim, o quincúncio serve para reduzir e suprimir as atitudes ineficazes que atrapalham o crescimento. Tudo depende das escolhas, pois toda energia é mutável por natureza.

Aspecto minguante é considerado quando um planeta mais rápido está indo de encontro a um planeta mais lento; aspecto crescente é quando o planeta mais rápido está se afastando do planeta mais lento.

O planeta que forma os quincúncios é o ponto focal da figura. Essa formação confere à astrologia o senso místico de uma ordem superior, e é ainda mais notável a forma de ocorrência do Yod no zodíaco natural. Se experimentado como fatalidade, o Yod também é chamado de "Dedo de Deus " ou "Dedo do Destino". Para os hebreus a palavra YOD significa a chama diminuta que representa um triângulo eqüilátero e que por si só representa o Uno Eterno -a Trindade- epara os cabalistas o Yod representa o mês de Elul.

A descrição deste símbolo é “orgulho de moça”, que se refere a tomar vantagem da oportunidade e unificar esses dois conceitos: Resh e Yod, num nível mais elevado; a purificação espiritual. O Resh atuando em união com o Yod se dá pela Regência benéfica e elevada de Mercúrio, pois esse é o planeta que representa essa vogal na Cabala. Por isso, Mercúrio é fundamental para que possamos assimilar o Yod em sua forma mais positiva. As pessoas que têm um Yod em seus mapas geralmente experimentam crises em suas vidas, que devem enfrentar e resolver através de uma mudança de consciência.

O Yod requer uma renúncia ao passado para ingressar em uma nova fase na vida, que é transmitida através de Mercúrio no mapa. É muito similar a quando se chega a um caminho com uma bifurcação O momento da crise: escolher uma direção a seguir sem que se saiba para onde qualquer das duas direções leva, a menos que a pessoa entenda o “código” do aspecto revelado na posição dos planetas. Assim, essa mudança de rumo não consiste numa escolha consciente e segura se não decifrarmos esse código.

O que se vê na prática é que quando o Yod é deflagrado, por trânsitos e progressões ao planeta focal, especialmente se for um regente dos signos do aspecto, a pessoa se solta ou prescinde de antigos hábitos ou interesses para mudar de atitude e participar de ações empreendedoras que estão surgindo no horizonte. Ainda que não se sinta segura o bastante, é comum que se surpreenda ao descobrir o quanto é capaz nesse campo, pois o Yod força a criar uma postura que visa à perfeição.

O processo de adaptação às mudanças pode ser facilitado na energia do potencial dos planetas envolvidos no sextil. O Yod contém a semente da sua própria solução e ocorrerá nas casas envolvidas na configuração. Os efeitos das mudanças desencadeadas pelo Yod atua em particular na casa do planeta focal e na casa oposta. Também é muito importante estudar o símbolo do grau onde se encontra tais planetas e os aspectos nos quais eles se envolvem.

Também se percebe que o ponto oposto ao focal é muito sensível dentro da figura, pois ele é responsável pelo equilíbrio das energias envolvidas no aspecto. Denominado de ponto de reação este é sem duvida um ponto muito importante tendo que ser entendido e assimilado e poderá facilitar a compreensão do restante do aspecto e dos demais planetas envolvidos no Yod. O Yod pode conferir talentos extremos em um determinado campo, e criar artistas, acadêmicos e especialistas de todos os tipos, porque ela traz um poder quase ilimitado na área considerada, de acordo com a natureza e o estado dos três planetas envolvidos.

A casa onde se localiza esse ponto de reação indica o setor em que a nova orientação poderá concentrar-se ajudando a melhor direcioná-la para tirar um melhor proveito dessa energia. Se houver no mapa um planeta localizado neste ponto podemos considerá-lo como fator de equilíbrio do Yod e se esse ponto se situar dentro de um signo ou casa regida por Vênus, ou ainda se Vênus se encontra nesse ponto, tem-se maior clareza que o que se deve buscar entender são os sentimentos e os assuntos referentes ao amor.

O Yod só deve ser considerado quando o planeta focal é o mais lento dentre os que compõem a figura. Caso o focal não seja o mais lento temos um quincúncio duplo, esse o Yod se torna mais poderoso em termos negativos que aponta para dificuldades na vida ou mesmo uma falta de rumo, mas não tem uma conotação de fatalidade como no caso do Yod verdadeiro. Um Yod verdadeiro ocorreria sempre para o caso de Plutão ser o planeta focal, o que é bastante coerente com o estreito paralelismo existente entre os princípios relativos a este planeta e o significado do Yod, portanto sabemos que Plutão é o mais lento dentre os planetas.

Os Yods temporários formados por um trânsito ou progressão revelam situações de longas enfermidades, morte, separações, ou outro tipo de situação sobre a qual não se têm controle. No entanto é importante lembrar que em qualquer destes casos o Yod não atuará sozinho, mas deverá estar reforçado por outras indicações no mapa.

Na Sinastria, o Yod age de duas maneiras:

A primeira ocorre quando um planeta de uma pessoa completa um Yod com dois planetas que estão em sextil no mapa do parceiro. É uma indicação de que a pessoa do planeta focal colocará a outra numa bifurcação, obrigando-a a optar entre dois caminhos impostos pelo universo.

A segunda é quando um planeta de uma faz aspecto com o planeta focal do Yod da outra poderá indicar que a pessoa terá o papel de impulsionadora das mudanças para aquela outra que possui o Yod. Em casos de associações e sociedades de negócios, essa energia vai atuar como limitadora do crescimento da outra, especialmente se o planeta que faz o aspecto for Saturno ou Netuno.

Um comentário:

  1. Bom dia Lucia, quando o Yod e formado com o ponto focal em Jupiter e o Sextil e entre sol e saturno mas nas casas 10 12 e 5 deverá ser sentido como area sexual ou como areas de Todo e colectivo?

    ResponderExcluir

Obrigado por sua visita ao blog; desde já agradeço seus comentários. Ou mande-me um email: lu_ou_lucia@hotmail.com

Related Posts with Thumbnails

Follow by Email

Quero acompanhar este blog

Pesquisar este blog