julho 18, 2010

Eclipses




Por muitos séculos os eclipses foram considerados mensageiros de crises e calamidades. No passado, rituais eram realizados para minimizar seus efeitos maléficos. Os caldeus usavam um método de cálculo, dividindo-os por séries, chamadas "Séries Saros" tendo cada uma um significado especial e um certo tempo de duração. 

Atualmente, os astrólogos observam principalmente a área do mapa astrológico de um país ou de governo que será ativada pelo eclipse para avaliar possíveis eventos críticos naquele período. Individualmente, os eclipses exigem revisão dos assuntos ativados pelo eclipse, pois testam algumas circunstâncias.

Dane Rudhyar se fazia valer muito da influência do Eclipse Solar Pré-Natal: ele o considerava como um ponto planetário sujeito a influências dos trânsitos quando em conjunção e ocorrendo no mesmo ponto do eclipse Solar Pré-Natal (5 º de orbe máxima) – o que acontece aproximadamente a cada 18 anos – e pode desencadear uma crise nas áreas da vida onde existem problemas.

Assim, uma semana antes de um eclipse, ocorrem eventos que um astrólogo experiente sabe distinguir se tem ou não relação simbólica com os fatos vividos pela pessoa. O simbolismo de um eclipse depende do lugar em que ocorre no mapa astrológico. Para saber o grau onde ocorreu o Eclipse solar pré-natal, verifique na parte superior das páginas das
Ephemérides nos 9 meses antes do nascimento.

Na observação de um eclipse também é importante verificar se ele ocorre próximo do Nodo Sul ou Norte. As casas onde recaem, sendo as angulares são sempre mais importantes, a conjunção com estrelas consideradas fortes e a proximidade com outros planetas podem dar algumas indicações de acontecimentos possíveis.

O tempo de duração desse simbolismo varia de um eclipse para outro e de um tipo para outro. Assim, um eclipse solar em signos fixos como Leão/Aquário/Touro/Escorp
ião, tende a durar mais tempo em suas consequências simbólicas podendo ser definitivas. Em signos cardinais, como Libra/Câncer/Áries/Capricórnio a validade simbólica é entre horas e anos.

Um Eclipse Lunar tem validade simbólica de tempo em meses igual aos minutos em que durar.
A posição zodiacal do Eclipse Solar Pré-natal, ou seja, ocorrido antes do nascimento, é considerado como sensível a trânsitos e progressões e os assuntos da casa podem ser potencializados na vida da pessoa. O eclipse pode marcar acontecimentos que podem ter seus efeitos evidenciados entre um eclipse e o próximo.

Para análise do efeito do eclipse é preciso verificar o grau em que acontecerá no mapa, com uma orbe de 5 graus. Neste ponto do mapa, ao atingir a cúspide de uma casa ativa os assuntos relativos a essa casa. Atingindo um planeta, os assuntos do planeta e suas promessas no mapa se manifestarão bem como os assuntos da casa que o planeta ocupa e as casas que ele rege.

Quando o eclipse ocorre no meio da casa, sem atingir sua cúspide ou planeta, o efeito é efêmero em dependência dos trânsitos e progressões. Para definir a potência e os efeitos, facilitações ou dificuldades, deve-se analisar como se encontram as progressões e os trânsitos no momento em relação ao posicionamento do eclipse no mapa.

Lunação

A lunação ocorre a cada 29 dias aproximadamente e pode ser simples ou com eclipse solar. A lunação é o estudo do ciclo que se inicia na lua nova, quando sol e lua estão juntos na mesma posição zodiacal e que determina o astral até a próxima lua nova. A dec
linação é a coordenada celeste que mede a distância vertical à ecliptica.

Quando dois astros têm a mesma declinação também se diz estão em paralelo. Podem ocorrer 12 a 13 lunações durante o ano, podendo ser simples ou com o eclipse. Pode-se analisar os efeitos da lunação levantando um mapa para a hora exata da lunação com as coordenadas exatas do local para se ter idéia do astral do ciclo mensal da lua. A lunação pode gerar processos que t
erão seu ápice na Lua cheia.

Eclipse

A área do mapa onde ocorre o eclipse pode sofrer impacto. Quando o eclipse  ocorre em conjunção a um planeta realça a energia desse planeta, especialmente o Sol e a Lua. Quando o eclipse atinge o Sol natal o efeito é mais forte e os assuntos associados ao Sol natal devem ser observados e protegidos durante os 6 meses que se seguem, seus temas e assuntos, a casa ocupada pelo sol natal e a casa que ele rege.

• Casa I ou Casa VII: a pessoa, sua vontade, o físico e relacionamentos
• Casa II ou Casa VIII: posses, financeiro, sexo, in
timidade, dinheiro dos outros
• Casa III ou Casa IX: viagens, irmãos, parentes, educação, estrangeiros, justiça.
• Casa IV ou Casa X: família, imóveis, passado, pais, nação, carreira e imagem.
• Casa V ou Casa XI: filhos, flertes, criação, amigos, grupos, projetos
• Casa VI ou Casa XII: saúde, empregados ou animais domésticos, ou o oculto, retiros…

Observe especialmente os eclipses em conjunção ao Sol natal, ao Ascendente, ao regente do Ascendente ou os que c
aiam na casa 6 ou 12. A casa potencializada pelo eclipse  e seu conteúdo entrará em evidência por 6 meses ativando o lado emocional relacionado aos seus assuntos mostrando os excessos, desvios, abandonos, confusões, carências e faltas. Conhecendo com antecedência a casa onde o eclipse ocorrerá, poderá antecipar-se e agir adequadamente a seus sinais. No mapa de um país a posição do eclipse evidencia o setor da sociedade onde acontecem fatos relevantes.

• Eclipse Solar - 26/01/2009 - 06:00 - 06º30' de Aquário
• Eclipse Lunar - 09/02/2009 - 12:39 - 21º00’ de Leão

• Eclipse Lunar - 07/07/2009 - 06:40 - 15º24’ de Capricórnio
• Eclipse Solar Total - 21/07/2009 - 23:36 -
29º27’ de Câncer
• Eclipse Lunar - 06/08/2009 - 21:40 - 13º43’ de Aquário
• Eclipse Lunar - 31/12/2009 - 17:24 - 10º15’ de Câncer


Eclipse solar em 15/01/2010 - 25° capricórnio Instante do máximo do eclipse: 04:10 Eclipse é anular, visível no hemisfério norte

Eclipse lunar parcial em 26/06/2010 - 4° capricórnio Instante do máximo do eclipse: 08h40min No Brasil, é avistado praticamente em todo país no fim da noite

Eclipse solar em 11/07/2010 - 19° c
âncer Instante do máximo do eclipse: 16h30min Eclipse é total, visível especialmente no hemisfério sul. No Brasil, sua etapa final é visível somente do extremo sul do país

Eclipse lunar total em 21/12/2010 Instante do máximo do eclipse: 05h17min No Brasil, é avistado praticamente em todo país no fim da noite.
Normalmente, a cada 6 meses lunares ocorrem uma Lua Nova e uma Cheia, especiais e mais marcantes, que são os Eclipses do Sol (na Nova) e da Lua (na Cheia). Este intervalo acontece, porque para que ocorra um eclipse é necessário que no alinhamento dos 3 corpos a Lua esteja sobre a eclíptica (que é o caminho aparente do Sol). Entretanto, devido ao Ciclo de Saros, ocasionalmente o intervalo entre 2 eclipses de um mesmo tipo, pode ser de apenas um mês lunar.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua visita ao blog; desde já agradeço seus comentários. Ou mande-me um email: lu_ou_lucia@hotmail.com

Related Posts with Thumbnails

Follow by Email

Quero acompanhar este blog

Pesquisar este blog