setembro 27, 2010

Teoria dos transitos de Plutão - 4a. parte



Plutão funciona durante 3 a 4 anos, 4° antes, grau exato e 1° depois. Plutão não se mostra claramente e age por etapas, e cada etapa representa um acontecimento. Na fase inicial há um fato marcante relacionado à remoção de algo para que haja limpeza, ou você mesmo desiste de algo e pressupõe que vai lidar com a situação.

Depois vem a segunda fase que é de resistência, de inconformidade, a perseguição do objeto perdido, não aceita, não admite. É como uma obssessão e quanto mais demorar essa fase crucial, mais demora as outras etapas. Você quer de volta o que lhe foi tirado no grau exato. Você tem ressentimentos - sente novamente.

Na terceira fase, você se dá conta, deprime-se, aceita a perda, se torna enlutado pelo que se foi. Dessa forma, essa fase se torna sadia e produtiva. Daí você parte para a fase seguinte, de retomar a sua vida, refaz seus planos, recomeça sem o que lhe foi tirado. Quando termina o transito, 1° depois, a vida lhe devolve tudo o que lhe foi tirado, mas então você não quer mais - é a fase do resgate.

No caso de uma morte, você retoma a vida e passa a conviver normalmente, incorpora a perda e não tem mais o ressentimento.
Você retoma a vida em outras bases, com novas estruturas, você se desliga do que lhe foi tirado. Mas para entender totalmente a sua história, você leva quase 10 anos e vê a repercussão dos fatos acontecidos. Quando Plutão se torna retrógrado, você não consegue recomeçar, porque surgem novas circunstâncias, mas quando segue em frente, você ainda passa pelo trânsito, porém sabe o que deve fazer.

Com Plutão você percebe que não tem controle, e também se relaciona com a perda de controle. Você só enxerga apenas um ângulo, mas consegue ver até a raiz e percebe o que estava oculto ou encoberto. Você consegue ver os perigos e ameaças da realidade. O que ocorre é tipo uma inflamação de algum ponto de sua vida, que causam mágoas, rancores e ressentimentos. Se você adota uma visão amarga do mundo, das pessoas ou de si mesmo, você não vê o desenvolvimento de sua potência e pode desenvolver a tal Sindrome do pânico.

Plutão normalmente retira de você aquilo que você não quer mais.Talvez você possa ficar intrigado com essa afirmação, mas a verdade é que você no transito de plutão se torna incapaz de receber um "não" ou de ser contrariado. Você deseja que tudo seja feito conforme sua vontade e quer ter controle sobre tudo. Então esse complô que você arma com a vida e o sentimento hostil, também provoca hostilidade nos outros, e exacerba o que existe de obscuro em você. Se esse ponto obscuro altera seu campo vibratório de forma hostíl, você atrai situações de crimes, roubos, assaltos e assassinatos.

Outro aspecto é de você testemunhar situações criminosas ou sigilosas, ou situações existentes há muito tempo são descobertas. No transito de Plutão você descobre uma parte e quando investiga acaba descobrindo mais ainda. Coisas do passado são descobertas, extravio de papéis que valem dinheiro, descoberta de segredos pessoais ou profissionais, problemas com pessoas investidas de poder; há um cheiro de traição no ar.

No caso de Plutão/vênus em quadratura, você descobre um caso que já vem de muito tempo, ou passa por situação de abandono, por morte ou separação. Pode ocorrer ainda de você lidar com taxas, impostos ou perder dados irrecuperáveis.
Durante esse trânsito também altera-se a sexualidade, aumenta a paixão, o enamoramento, intensifica a fascinação, vê coisas onde não tem e se sente atraído pelo risco e para o perigo.

A exposição ao perigo lhe dá uma sensação de êxtase, você fica passional e provocativo, impõe-se para gerar conflito, se torna inconciliatório não dando alternativa aos outros. Tornando-se prepotente, você atrai a agressividade, atitudes extremas ou catástrofes. Usando de insolência, em situações de xeque mate, sempre encontrará um opositor mais forte.


Outros aspectos de plutão é a amarga decepção, o desmoronamento, a perda de poder. Você pode até alcançar o poder nessa época, mas terá de saber lidar com ele. Existe algo que você não sabe, e você só descobre depois, as causas dos problemas. Se houver litígios, separações, pode ocorrer de um dos dois não aceitar a perda e, se houver outros aspectos desarmônicos, pode chegar à agressão de fato, pois Plutão também simboliza a vingança.


No transito de plutão também pode haver um reencontro com pessoas do passado que estiveram ausentes por longos anos. Esse reencontro pode ser reconciliatório que chega para curar rancores e mágoas, um retorno que funciona como resgate dos tempos. Você atrai pessoas do passado que estão saindo de alguma situação e você atua como agente de regeneração. Pessoas que foram diferentes no passado ou com as quais você tenha um resgate cármico ou que estão em dívida com você.

Em alguns casos retornam amigos perdidos por desencontro. Aparecem pessoas que tem poder sobre sua vida ou sobre você, ou ainda que são prepotentes com você. E você é obrigado a suportar estas pessoas que estão em crise, talvez com problemas na área da sexualidade, ou que são obssecadas por você ou você por elas; que te controlam ou você começa a controlar. Também podem aparecer pessoas ciumentas, controladoras ou que insistem em mudar você ou você deseja manipulá-las.

Uma forma de enfrentar os transitos desarmônicos de Plutão é esquecer o próprio poder; fique calado, fique na sua, não se exponha, não se mostre, não rebata. Se aparecer um concorrente poderoso, fique na sua, não alimente o poder do outro. Esvazie-se do seu Eu, homenageie o outro, fique humilde para não ser humilhado. Arrume um lugar dentro de si, e fique lá.

Abra mão do controle sobre os outros, não apareça quando não for preciso, não espere ardentemente a posse de nada nem de ninguém, não se fixe obssessivamente, pois ladrão nunca rouba o que você não quer. O que você deseja desperta cobiça nos outros, por isso, seja cuidadoso com o que é seu, pessoas e posses, não peça empréstimos e não faça empréstimos. Não seja avalista, não assuma responsabilidades pelos outros, não faça dívidas sem controle.


Não provoque o destino, não assume riscos desnecessários, limpe as situações, esclareça. Se não for possível, se algo parece muito estranho, afaste-se. Cuidado ao entrar em relacionamentos sexuais novos, procure conhecer a fundo com quem você se relaciona. Não negligencie sua segurança pessoal e nem sua saúde. Não provoque, não desafie a lei, não mande o outro embora de forma humilhante para não despertar o sentimento de vingança.

Poupe o ego do outro, não provoque perdas a terceiros, pague suas dívidas e não ostente riqueza. Não se regogize com as derrotas dos outros, não compre inimigos gratuitamente.
Gastar a energia do planeta requer que você assuma o poder primeiro sobre si, e distribua o poder externo com os outros. Assim você não se responsabiliza por tudo, não manda em tudo, não atrai rivalidades, inveja e ódio, e o melhor de tudo, se algo der errado, você sempre terá com quem compartilhar a culpa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua visita ao blog; desde já agradeço seus comentários. Ou mande-me um email: lu_ou_lucia@hotmail.com

Related Posts with Thumbnails

Follow by Email

Quero acompanhar este blog

Pesquisar este blog