maio 12, 2010

* KIRON OU QUIRON - CURANDO AS FERIDAS DA ALMA



KiRON OU QUIRON - CURANDO FERIDAS DA ALMA

kiron é um grande asteróide posicionado no Cosmos entre os planetas Saturno e Urano. Foi descoberto em 1977 quando, no mesmo ano, outras importantes descobertas astronômicas foram feitas, Uma delas foi a dos anéis de Urano. Acreditava-se que Saturno era o único planeta que possuía anéis em torno de si.

Saturno, na astrologia, é considerado o planeta que limita e na antiga concepção astrológica, atribuía-se a ele as doenças, crises e dificuldades, acidentes e outros males. Na concepção moderna, Saturno passou a ser associado também ao trabalho e ao sucesso, mesmo sendo ainda o planeta que impõe obstáculos, tarefas e desafios.

Urano é associado às mudanças e rupturas e mostra no mapa astrológico, onde uma pessoa pode ser voluntariosa e imprevisível. Urano provoca o desmoronamento de situações e, embora sua ação seja abrupta, decorre de mudanças durante algum tempo. Junto com Netuno, Urano promove uma atualização de velhas instituições.

Kíron era um centauro, metade homem, metade cavalo. Em uma das versões do mito, ele se dedicava a curar outros centauros. Um dia, ao tentar curar um centauro que fora atingido por uma flecha envenenada, ele feriu-se, e tornou-se, depois disso, o curador ferido, capaz de encontrar cura para os outros, menos para si.

No mapa astrológico, Kíron mostra uma área aonde temos tendência a repetir os mesmos erros até que reconhecemos isso e passamos a nos conduzir melhor. Não ficamos completamente curados, como ocorre no mito, e temos de nos manter vigilantes para não retornar aos mesmos erros. Tal qual um viciado, temos de renunciar completamente ao vicio e estar constantemente em vigilância para não retomar o vício. Ou seja, usamos a restrição de Saturno para alcançar a libertação com Urano; Urano tem o efeito de atualizar.

O mesmo ponto do nosso mapa que aponta um padrão repetitivo ou doloroso é o ponto em que podemos atingir uma libertação, exercendo nosso livre arbítrio. Muitas vezes é renunciando a algo que encontramos a cura para uma dor. Além disso, os planetas que formam aspectos com Quíron, representam, nessa trama, forças internas e externas contra as quais devemos lutar, a fim de que não nos afastem do nosso Dharma.

Curar uma dor exige persistência, resistência e trabalho, significados de Saturno, aliando a um conhecimento, sabedoria, intuição (Urano). No entanto, devemos saber distinguir. Muitas vezes persistimos numa situação que não traz nenhum resultado positivo. Por exemplo, se você sofre com restrições (Saturno) financeiras, você pode se resignar e continuar sofrendo ou você pode encontrar uma forma de obter ou aumentar seus ganhos e viver de forma satisfatória utilizando-se de uma sabedoria, um estudo que lhe propicie uma nova profissão, etc. (Urano). Para isso você terá de trabalhar, talvez renunciar (Saturno) a horas de lazer para estudar e assim conseguir modificar seu destino (Urano).

Se você sofre por problemas afetivos, que lhe causa frustações, você pode se resignar em manter um péssimo relacionamento ou você pode decidir escolher se valorizar melhor e procurar alguém que tenha consideração e que aprecie estar a seu lado.

Quando você compreende o que limita, restringe e frusta (Saturno) e reconhece o que tem a fazer para o seu futuro (Urano), você está iniciando um processo de cura (kiron), e assim consegue modificar seu destino. E quando você decide modificar seu destino, você descobre em si potenciais adormecidos que lhe abrem inúmeras possibilidades.

Mitologia Grega: Mito de Kiron
Vide meu blog:
http://eventosmitologiagrega.blogspot.com

Trânsitos de Kiron

Dale O’Brien diz que trânsitos críticos de Kiron indicam quando e como um indivíduo é desafiado a crescer sobre a adversidade ou mediocridade que cercam a sua vida e a perceber um destino maior envolvendo-o.

Ele cita que o Dalai Lama foi premiado com o Prêmio Nobel da Paz quando Kiron em trânsito entrou em conjunção com o Sol em Câncer, o que era um desafio à humildade do seu ego e à sua existência não-mundana. Aquele desafio era excedido em valor pela oportunidade que veio com a aceitação do prêmio: “Se eu gosto disto ou não, eu estou neste planeta, e é bem melhor fazer algo para a humanidade” disse então o 14º Dalai Lama, que não só aceitou o prêmio, mas tornou-se uma presença importante como líder espiritual e político, trazendo visibilidade mundial à questão do Tibete ocupado pela China.

O retorno de kiron à sua posição original acontece entre 49-51 anos e representa um ponto de escolha, para onde estamos nos movendo. Para aqueles que trabalham sobre a cura de suas feridas e estão abertos para sua espiritualidade pode ser um período verdadeiramente notável em suas vidas. Pode ser um tempo de grande criatividade e que permite encontrar seu próprio lugar no mundo. Porém, quando não houve ainda integração e a pessoa não tiver se aberto para o reino espiritual, isto pode ser um teste, senão, uma experiência mortal.

Kiron na revolução solar
Quando kiron na revolução solar faz conjunção aos ângulos, pode revelar um momento que a pessoa se envolve em processos de cura, ou de si ou de outros.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua visita ao blog; desde já agradeço seus comentários. Ou mande-me um email: lu_ou_lucia@hotmail.com

Related Posts with Thumbnails

Follow by Email

Quero acompanhar este blog

Pesquisar este blog